Advertisements

O supercartola ganhou um habeas corpus do novo amigo de infância

lulanuzman

Por AUGUSTO NUNES

http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/o-supercartola-ganhou-um-habeas-corpus-do-novo-amigo-de-infancia/

Até o fim de setembro, o presidente da República e o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro foram cordiais companheiros de campanha eleitoral.

Em Copenhague, Lula e Carlos Nuzman souberam que são amigos de infância desde o começo de outubro.

O maior governante de todos os tempos descobriu que nasceram na mesma rua e berraram no mesmo berçário.

O supercartola descobriu que nadaram na mesma enxurrada.

Uma revelação desse calibre, ainda mais na terceira idade, decididamente não tem preço.

Ou tem, desconfiaram os ouvintes do programa radiofônico semanal estrelado por Lula.

Primeiro, Nuzman foi presenteado com o mapa que mostra todos os caminhos, trilhas e picadas que conduzem aos pódios. 

”Nós vamos ter que trabalhar muito as escolas e vamos ter que envolver os empresários para que comecem a adotar e preparar atletas”, começou a lição do professor que ignora se taekwondo é um esporte ou o nome do presidente da Coreia do Sul. 

”Nós temos que aprender com outros países que já fizeram Olimpíadas, para que a gente chegue ao ano da Olimpíada muito mais preparados, com muito mais atletas inscritos e muito mais atletas com possibilidade para ganhar medalha de ouro”, terminou a aula.

O pajé do COB fingiu enxergar uma revolucionária política esportiva no que foi só outro fruto do cruzamento da ignorância com a soberba.

Gostou mesmo foi da parte que tratou de dinheiro. 

”Nós temos que nos perguntar não quanto o Brasil vai gastar, mas quanto o Brasil vai ganhar com a realização das Olimpíadas”, repetiu-se o avalista da gatunagem companheira e dos recordistas do desperdício.

”Não considero gasto, considero investimento”. Se o perdão vale para 2016, vale para 2007, compreendeu Nuzman.

Irado com um repórter que quis saber se algo será feito para evitar a reprise em escala amazônica das bandalheiras dos Jogos Pan-americanos, o anfitrião da festa bancada pelos pagadores de impostos sacou do coldre o habeas corpus emitido pelo Primeiro Magistrado.

”O Pan foi feito numa transparência absoluta”, viajou.

”O presidente do Comitê Olímpico Internacional, Jacques Rogge, a comissão de avaliação da entidade e os eleitores votaram por escrito que o Pan foi a razão maior, junto com os três níveis de governo, da vitória olímpica”.

Para azar de Nuzman, Jacques Rogge não usa toga e o COI não é o Supremo Tribunal Federal.

Se é verdade que os estrangeiros não enxergam monumentos à gastança irresponsável erguidos em outras paragens, o Tribunal de Contas da União continua intrigado com o que houve no Pan-2007.

E cobra explicações plausíveis para a assombrosa procissão de despesas sem destino conhecido, notas superfaturadas em até 1.000% e transações claramente criminosas.

O preço combinado não chegava a R$ 400 milhões.

A conta ficou em mais de R$ 4 bilhões.

Que fim levou a montanha de dinheiro?

Só se interessam por essas miudezas os que sonham com o sumiço do Rio e os inimigos da pátria vitoriosa na Batalha da Dinamarca, desdenhou Nuzman.

”Se alguém no Brasil não está satisfeito com isso, ficou triste ou torceu contra, vai ter de chorar por sete anos como testemunha do maior sucesso da vida pública esportiva do país, vai ter de se amargurar pela eternidade”, caprichou no tom sarcástico.

“Àqueles que não gostaram, um abraço”.

O abraço pôs um ponto final na conversa, mas não encerra o caso de polícia.

Ninguém está insatisfeito nem deprimido com a escolha do Rio.

Meio mundo está descontente é com a cartolagem, além de aflito com tantos bilhões ao alcance da mão dos reincidentes.

O Brasil que pensa não vai torcer contra os atletas brasileiros.

Só torce pelo fim da impunidade.

Espera que a polícia aja antes que se completem mais sete anos.

E exige que a Justiça faça o que deveria ter feito há muito tempo.

Advertisements

Facebook Comments

16 comentários em “O supercartola ganhou um habeas corpus do novo amigo de infância”

  1. “vai ter de chorar por sete anos como testemunha do maior sucesso da vida pública esportiva do país”

    Serão sete anos ouvindo que quem exige uma fiscalização rigorosa nas contas desse pessoal é anti-patriota, amargurado, invejoso, bairrista, etc.

    Até compreendo o lado deles, afinal são gatunos profissionais que já mostraram do que são capazes no PAN. Triste é ver gente esclarecida na maior ingenuidade, sendo feito de trouxa, ou aceitando, quem diria, aquele discurso do “rouba mas faz”.

  2. euuuuuuuuuuu …. sou brasileirooooooooooooooooooooo …. com muito orgulhoooooooooooooooooooooooooooooooooo …

    Lamentável … triste … e ainda os caras são capazes de tripudiar em cima de nós !!!!!

  3. Como dizem por aí, em uma modalidade o Brasil já tem o ouro garantido…

    Saltos Orçamentais!

    Abs

  4. Só pra rememorar, já que aqui tem muitos de memória curta… Augusto Nunes, “jornalista” que se vangloriava de frequentar jantares com vinhos importados no Palácio Alvorada, e de ser amigo íntimo de… FHC!!!
    OBS: Sou contra as olimpíadas e a Copa no Brasil e concordo com o texto, mas é sempre bom saber com quem estamos, lidando..

  5. O filho do nunca trabalhador de verdade + explorador dos mesmos, q. sempre viveu no sol teve e tem um amigão q. é milionarissimo e lhe doa os bens possui filho q. era assistente social e ganhava R$800,00 mes hj possui patrimonio ñ compativel com seus ganhos.

    Tá tudo dominado

    Acorda Brasil

    zamperetti fiori

    cidadão e,
    ex-árbitro de futebol

  6. Que Deus ajude os brasileiros que realmente precisam!!! Se o Pan ficou em R$ 4 BI, a olimpiada ficará em R$ 40 Bi!!
    VERGONHA NACIONAL!!

  7. Como disse Lula; Somos um povo misturado.

    É verdade. Somos uma mistura de esperteza, corrupção, ingenuidade e ufanismo imbecil.

  8. Como diria o professor Gilmar Away de Petrópolis:

    E muita falcatrua com 1 pokinho assim de vadiagem ..

  9. Augusto Nunes, aquele que quando saiu da Direção de Redação do Estadão, foi motivo de festa…

  10. O que isso tem a ver com o texto? Esse “jeitinho” de de dizer “concordo” e atacar quem escreveu o texto é conhecido. É o jeito petralha de ser. Qual o problema dele ser amigo de FHC? FHC é tão canalha quanto Sarney, Collor, Renan, W. Salgado, Zé Dirceu, Delúbio, etc?

  11. Moa, impressionante a sua contribuição para o debate. Realmente você se ateve aos fatos e argumentos os rebatendo. “Parabéns!”

  12. Muitos dizem ser Ricardo Teixeira, o grande vilão do esporte brasileiro, mas todo mundo desconhece esse presidente do COB, esse sim é peixe grande, Ricardão e sua fortuna são pequeninos…

  13. Não sou petralha! Vc é tucanalha?? Não sei se FHC é tão ou mais canalha q Sarney, Collor etc… Mas SEI q a sua reeleição foi comprada!!!
    Outra coisa: Vc leu minha msg inteira?? Pois não parece, ou vc simplesmente não sabe interpretar textos, o q é mais provável.
    OBS: o autor do texto não deve ser levado em consideração??????

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: