Advertisements

Os homens da Copa

“O que aconteceu não afeta [a Copa] em nada. Nada tem a ver com a Copa do Mundo”

Orlando Silva Junior, Ministro do Esporte, tenta nos convencer que a violência de torcidas de futebol nada tem a ver como um evento relacionado ao esporte.

Pior do que isso foi a declaração de Ricardo Teixeira, que pincei do blog do Juca.

“Foi dentro do estádio?  É o que eu sempre tenho dito em entrevistas. Tudo o que acontece fora do campo é caso de polícia. O problema é que se relaciona a violência ao fato de ter acontecido em um jogo. Certamente em várias cidades aconteceram vários casos de violência que não têm nada a ver com futebol. É um problema exclusivamente de polícia e de punição”.

Com a sensibilidade habitual, o dirigente da CBF demonstra exatamente com será o tratamento do torcedor no Mundial de 2014.

Podem se matar, desde que seja longe das câmeras.

Facebook Comments
Advertisements

22 comentários sobre “Os homens da Copa

  1. Rodrigo

    O Juca completa que isto pode ocorrer na Copa do Mundo. Ledo engano. Na Copa do Mundo, só irão os abastados, pois os preços serão salgados e como em todo jogo do Brasil (hoje) familias inteiras, inclusive crianças. Uniformisado não gosta de ninguém só dele e da sua organização criminosa.

  2. Luiz

    Cara nesse caso o Ricardo Teixeira tem toda razão isso é problema da policia, que tem o dever de tirar esses marginais vestidos de torcedores, o que tem que ser feito são leis que impeçam que essa gente faça esse tipo de coisa, o futebol é so o motivo banal que essa gente usa pra fazer zorra se o futebol não existisse eles arrumariam outro motivo, como crença, religião ou outra coisa assim!! vamos analizar as coisas imparcialmente quando esta errado esta errado agora quando esta certo não faz nada mal reconhecer!

  3. C Gomez

    A Copa de 2014 é o maior negócio do futebol brasileiro! O $ envolvido é gigantesco e todo mundo, obvio, vai querer recuperar o triplo do investido. Para o Srs. Teixando e Silva Júnior, não é a morte de um torcedor que írá impedir a realização de grandes negócios. Não é o futebol, torcida, clube ou jogadores que contam e sim os $$$$ de lucro, infelizmente.

  4. junior

    paulinho vc acha que ele não tem razão direito seu…agora os marcam brigas desrespeitam policiais, que para min os policiais deveriam estar se preocupando em defender os cidadão de bem ai a policia vai bate nos marginais matam as vezes e a culpa cai toda em cima dela….se eu fosse o governador não mandaria nenhum policial em estadio de futebol deveria ser obrigação das federações contratar algum tipo de segurança…e a federação não tem nada haver mesmo se os marginais vão pra longe do estadio brigar ou a policia tem q deixar cada um na porta de casa, gostaria que respondesse abçs paulinho.

  5. Luís Carlos

    Não acho que sejam somente os pobres os responsáveis pela violência no futebol. Aliás, os pobres não são os responsáveis por tudo de ruim que acontece no país. Muitas vezes são as maiores vítimas.

  6. Luís Carlos

    O Ricardo Teixeira está certo. Ele também, faz as mutretas dele fora do campo, em geral, em países com praias paradisíacas. É um problema exclusivamente da polícia. Os dirigentes da CBF nada tem com isso. 8)

  7. sergio lima

    So’ que desta vez ele tem razao. O que o presidente da CBF poderia ter feito no caso entre torcedores do Corinthians e Vasco? O que a CBF poderia ter feito? Todo mundo mete o pau, inclusive o Juca, mas ninguem apresenta solucoes. O Brasil nao tem justica, so’ isso. Se esses bandidos ficassem trinta anos atras das grades cada vez que matassem um, eu duvido que essa palhacada nao acabava. Os caras mataram na quarta, cadeia neles sem direito a fianca e julgamento expresso, se em um mes fossem todos condenados a no minimo dez anos sem direito a reducao e os diretamente envolvidos a trinta, eu garanto que o inferno acabava. E e’ facil descobrir quem foi mais violento, e’ so’ fazer como no resto do mundo, onde os promotores oferecem reducao de pena a quem apontar para os culpados, no mundo inteiro funciona, so no Brasil que nao. Lugar de bandido e’ na cadeia. Prenda-se cem destes canalhas e vc vai ver como o restante amansa rapidinho. Covarde e’ covarde e mais do que tudo morre de medo.

  8. Randal

    Sergio, concordo.
    Até onde sabemos o R. Teixeira não é Secretário da Segurança Pública.
    Eu também não tenho simpatia pela figura, mas estão querendo jogar nas costas da CBF um problema do governo de São Paulo : PSDB _ J. Serra. Esse sim é o culpado pela política de segurança Pública.
    O resto é balela.

  9. geraldo c araujo

    Em reportagem no O Globo de hoje, a diretoria do Vasco mais uma vez formaliza seu apoio aos vândalos das organizadas, segundo o Dinamite apenas “vítimas de covarde agressão pelos corintianos e que apenas se defenderam”. Esta não é uma atitude isolada dos dirigentes vascaínos; antes, é posição sistemática da cartolagem diante dessas facções criminosas, como se fossem elas aos estádios para incentivar os respectivos times e não com intuito de promover baderna. É preciso estabelecer-se de maneira inequívoca a responsabilidade dos dirigentes “esportivos” pela existência dessa súcia de marginais, que atendem a interesses subalternos de toda espécie, ao invés de darem apoio ao time do coração.

  10. Jones 8-1-1

    Por “incressa que parível” concordo com o Ricardo Teixeira, ele está totalmente certo.

    Nossas leis são tão ridículas que não inutilizam o trabalho de bons policiais…a quem elas interessam? está claro…

  11. JUNIOR

    paulinho ontem fui parado para uma pesquisa e quem fazia a pesquisa ganhava um brinde ai a menina me perguntou o q vc acha do governo de são paulo ? eu disse pessimo, então ela disse há vc não pode participar da pesquisa ai a noite eu vejo o resultado das pesquisa ridiculo isso hein paulinho o q vc acha?

  12. Fernando

    Havelange tem vivido tanto pois sempre cuidou da saude. Quem se cuida com uisque nao tem potencial para Matusalem. Vamos torcer…

  13. Fernando

    E’ isso mesmo, Sergio. Quem briga em grupo e’ covarde mesmo, e esses bandidinhos sumiriam se houvesse consequencia de verdade: penas duras, sem possibilidade de reducao ou fianca, banimento de TODOS os estadios brasileiros (nao entra NUNCA MAIS em estadio no Brasil, PRO RESTO DA VIDA, para ficar bem claro, sem possibilidade de reversao), alem de multas pesadas (nao tem grana para pagar? paga com servicos para a comunidade, vai limpar pracas de esporte, por exemplo, depois de cumprida a pena nos nossos luxuosos e comfortaveis presidios), e assim por diante. Parece rigoroso demais? E o MEU direito de frequentar estadios, eu que pago impostos e nao brigo com ninguem, como fica? Por mim, eu poderia ver jogos nos estadios ao lado dos torcedores adversario, jamais eu iria querer brigar ou sequer bater boca. Futebol e’ pra ser diversao, alegria, nao briga de gangues criminosas. Tenho dito.

  14. sergio lima

    Imagine qtos Fernandos nao existem hj? Quantos outros amantes do futebol como vc nao podem ja faz anos ir aos estadios? Antigamente, era uma tradicao familiar brasileira o pai levar o filho quando ainda pequeno ao estadio, as criancas nunca esqueciam isso e tornavam-se apaixonados pelo futebol. Hj em dia, por causa da existencia destes bandos de bandidos apoiados por presidentes de clube, ninguem que seja de bem como vc pode mais ir ver seu time de perto. Sabe Fernando, uma coisa que aprendi aqui nos Estados Unidos e’ que as pessoas quando querem, relamente fazem a diferenca. Eu, ja faz tempo, pedi ao Juca e ao proprio Paulinho que tivesse um link para colecionar assinaturas para precionar os politicos na aprovacao de uma lei mais dura contra estes covardes, mas ninguem quer fazer nada. Aqui, quando o pessoal quis legalizar doze milhoes de imigrantes ilegais, mais de duzentos mil americanos mandaram faxes pros congressistas e nao pararam de telefonar ameacando nao votar se eles aprovassem, foi uma chuva de protestos e os politicos desistiram em uma semana. O povo brasileiro tinha que se organizar mais e cobrar mais dureza no cumprimento das leis. Uma vida no Brasil nao tem mais valor, e’ um absurdo esse garoto ter sido assassinado indo para um jogo. O Brasil precisa acordar e protestar.

  15. Paulo

    Realmente absurdo o comentário do ministro.

    Mas não é preciso recuar muito para se deparar com algo ainda mais absurdo: naquela partida entre São Paulo e Corinthians, pela primeira fase do Paulistão, dezenas de torcedores corinthianos se feriram na saída do Morumbi – um estádio sabidamente anacrônico e inseguro.

    E, ainda assim, há quem insista – inclusive a administração municipal do São Paulo – na candidatura do Morumbi para a Copa-2014!

    Falando nisso, não é só o interino da FPF que veste a camisa dos interesses sãopaulinos. Olha quem também se declarou:

    Sexta, 5 de junho de 2009, 13h28

    São Paulo considera normal o apoio de Del Nero ao Morumbi
    O desentendimento entre a diretoria do São Paulo e o presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Marco Polo Del Nero, se arrasta desde o fim do ano passado e ainda não houve sinal de reaproximação por parte do clube. Porém, o apoio declarado do mandatário da FPF ao estádio do Morumbi não surpreendeu o diretor de futebol do clube paulista, João Paulo de Jesus Lopes.
    “O São Paulo recebe bem esta notícia, pois se trata de um paulista, que se coloca dentro do bom-senso e do óbvio. Não podemos perder de vista o papel que ele exerce, de presidente da Federação Paulista, que representa os clubes do Estado. O São Paulo se desentendeu com ele quando se colocou contrário ao nosso clube”, afirmou o dirigente.
    Em meio a críticas ao estádio são-paulino, Del Nero manifestou seu apoio ao uso do Morumbi na Copa do Mundo de 2014. Além disso, o presidente também expressou a possibilidade de se reaproximar da diretoria do clube, mas Jesus Lopes preferiu não comentar uma eventual retomada de relações. “Esta é uma questão da presidência. Não tenho como responder”, esquivou-se.
    O atrito entre São Paulo e Del Nero começou na última rodada do Brasileirão passado, quando o presidente levantou suspeita de uma possível tentativa do clube tricolor de influenciar o árbitro Wagner Tardelli, que apitaria o duelo contra o Goiás.
    A CBF, na ocasião, afastou o apitador, e o time de Muricy Ramalho conquistou o título nacional naquele jogo. Porém, nunca foi comprovado nada contra o clube nem contra o árbitro, e Del Nero acabou suspenso por conta do episódio.

    http://esportes.terra.com.br/futebol/brasil2014/interna/0,,OI3807954-EI10545,00-Sao+Paulo+considera+normal+o+apoio+de+Del+Nero+ao+Morumbi.html

  16. moises

    nao tem nada a ver, o publico de copa do mundo é outro , esses torcedores organizados nao terao dinheiro para ir em jogos de copa do mundo

  17. Fernando

    Sergio, eu aprendi a mesma coisa que voce, estou nos EUA tambem ha’ mais de dez anos, mas o componente cultural desses problemas e’ fortye demais para eu acreditar em mudanca a curto ou medio prazo. Aqui eu posso ir aos estadios (menos de futebol, que nao da’ pra ver MLS e Detroit, onde eu vivo, nao tem time na liga ainda) e ginasios acompanhar basquete, hockey, futebol americano, etc, e apesar do fanatismo, nao ha’ incidentes e nao ha separacao de torcidas, porque todo mundo sabe que tudo isso e’ apenas entretenimento. Sem falar na falta total de profissionalismo de atletas, dirigentes esportivos e midia no Brasil. Essa mobiizacao que voce mencionou nao fucniona no Brasil: muito cinismo e inercia do povo, muita distancia entre politicos e eleitores e muito descaso dos politicos. Uma grande diferenca entre Brasil e EUA e’ que aqui as pessoas sabem que podem se mobilizar e mudar as coisas, e no Brasil as coisas nao funcionam assim. E’ tudo de cima pra baixo. Ate’ a proxima, take care.

  18. blog do celso ricardo

    ola paulinho

    meu chapa, dessa vez o RT tá certissimo.

    a briga desses marginais não é problema da cbf, nem da fpf e muito menos na fifa.

    o problema desses marginais, vagabundos e covardes se degladiarem é que nesse pais de macacos não temos leis severas como acontece na china por exemplo, onde acontece o seguinte…”olho por olho, dente por dente”.

    grande abraço paulinho

    http://www.celsoricardo.com

    http://www.eternosantos.com

  19. Alexandre

    Paulinho

    Na Copa as uniformizadas não estarão nos estádios. Não ao menos as brasileiras.

    Até porque, não terá presidente de clube para lhes ceder ingressos.

  20. Lamberto Alves

    Pa você ver como eles estão preocupados com a Copa do Mundo.

    O négocio dele é ganhar $$$$$$$$$$$$$.

    O resto que se dane.

    Quantos aos animais que se degladiaram ontem só tem uma solução: CADEIA!

    Uma pessoa foi assassinada. Isso tem que ser apurado e o todos os responsáveis tem que ficar no xilindró por 30 anos.

    Punição para essa corja de bandidos.

    Assentos numerados. Leis mais severas contra as gangues uniformizadas e PUNIÇÃO são as soluções.

    Sair disso é balela e conversa flácida para acalentar bovino.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: