Advertisements

O Ministério da Vergonha

Processo: 50701.000865/2008-14  Vol. I, II e III
Assunto: Jogos Esportivos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – CPLP
Valor: R$ 3.600.000,00
 
Rio de Janeiro, Agosto/2008
 
DENÚNCIA DE INCONSISTÊNCIAS NA PRESTAÇÃO DE CONTAS DO CONVÊNIO – MINISTÉRIO DO ESPORTE
 
1.     Despesas de Hospedagem – entre 25 e 30 funcionários do Gabinete do Ministro da Secretaria Nacional do Esporte Educacional e da Secretaria Nacional de Esporte de Alto Rendimento do Ministério do Esporte se hospedaram no Hotel Wildsor (5 estrelas) localizado na Barra da Tijuca – RJ  com alimentação pagas com recursos do convênio realizado entre o ME e a CBDE – Conf. Brasileira de Desporto Educacional.
2.     Nas Notas Fiscais apresentadas pela CBDE os números, datas e discriminação são diferentes, porém os valores são iguais.
3.     No Relatório apresentado os termos e os argumentos são idênticos aos do parecer de consecução do objeto emitido pelo técnico responsável no Ministério do Esporte, funcionário da Secretaria Nacional de Esporte de Rendimento.
4.     O critério de seleção da CBDE para realização do evento não é descrito. O COB como órgão detentor da tecnologia para realização de grandes eventos seria mais indicado como feito em ocasiões anteriores.
5.     A Secretaria Nacional de Esporte de Alto Rendimento pagou à CBDE R$ 3.600.000,00 para a realização do evento, porém empregou a sua força de trabalho na cidade do Rio de Janeiro para auxiliar a referida entidade na execução.
6.     O valor pago para o gerente executivo contratado pela CBDE apenas para a realização do evento foi exorbitante, mas não consta uma pesquisa prévia de preços de valor de mercado.
7.     A empresa selecionada para dar cobertura à mídia é de propriedade de pessoa com grau de parentesco com o chefe de gabinete da Secretaria Nacional de Alto Rendimento: Sr. Alexandre Leonardo da Costa Silva, também militante do partido PCdoB.
8.     O trabalho realizado pela empresa contratada para a cobertura do evento não corresponde ao valor pago.
9.     A empresa de Turismo contratada (com sede no Garvey Park Hotel – DF) forneceu notas de produtos fora do seu ramo de negócios.

Facebook Comments
Advertisements

5 comentários sobre “O Ministério da Vergonha

  1. euclydes zamperetti fiori

    Por muito menos, os militares do exercito, marinha e da aereonautica, junto aos movimentos populares decente, derrubaram o governo de então.
    Os que ai estão se diziam idealistas, idealismo ñ cobra pedagio, percentagem e tb ñ desvia dinheiro. E mais, dançar em quadrilha ao tempo em q. eu era jovem somente no mes de junho, quando das festas juninas.
    Hey, ñ nos esqueçamos, a cestista Paula, após viagem oficial, devolveu o restante do dinhero q.havia recebido para despesas, teve de ouvir que deveria ficar com o mesmo, com esta respósta se confessaram tomadores escrachados.
    Acorda, Brasil
    zamperetti fiori
    cidadão e,
    ex-árbitro de futebol

  2. euclydes zamperetti fiori

    Viva as quadrilhas ñ oficial q respondem pelos atos cometidos, com certeza nas diversas casas publicas deste Brasil, brasileiro, o rombo é + embaixo e fica por isto mesmo.
    Acorda, Brasil
    zamperetti fiori
    cidadão e,
    ex-árbitro de futebol

  3. Claudio

    Enquanto isso, a Jade Barbosa continua vendendo camisetas para se manter…

  4. Rafael Costa

    Mais uma do PCdoB. Eles dividem a riqueza só entre eles esse é o “comunismo” para os camaradas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: