Advertisements

Incompetência fenomenal

 

Luis Paulo Rosemberg é considerado, nas grandes rodas políticas e intelectuais do Brasil, um fanfarrão de primeira.

Uma verdadeira farsa.

Seu “Marketing das Camisetas” e outros devaneios conseguiram piorar ainda mais a situação financeira do Corinthians.

Mas não é só o clube que ele conseguiu afundar.

Confira abaixo a reportagem da revista ISTOÉ DINHEIRO que demonstra toda a sua incompetência de gerir seus próprios negócios.

Ele quebrou o Corinthians e a Linear Investimentos.

Um feito notável. 

Tigre volta para a toca

http://www.terra.com.br/dinheironaweb/151/financas/fin_tigre.htm

Ibrahim Eris e seus sócios vão deixar de operar fundos e se dedicarão apenas a prestar consultoria

Lucia Kassai

Os sócios daquele que já foi o mais agressivo fundo de investimento do País, a Linear Investimentos, estão deixando o mercado financeiro pela porta dos fundos. Em silêncio, com muita discrição, o ex-presidente do Banco Central, Ibrahim Eris, o antigo assessor do presidente José Sarney, Luis Paulo Rosenberg e o engenheiro Emir Capez se afastam do dia-a-dia da Linear para se dedicar ao trabalho de consultoria. Foi uma decisão forçada, já que o trio de acadêmicos há algum tempo andava na contramão de seus concorrentes. Enquanto o patrimônio dos fundos brasileiros cresceu 116% nos últimos três anos, o da Linear encolheu 85,5% no mesmo período, passando de R$ 1 bilhão para R$ 145 milhões. “Nos curvamos aos imperativos da globalização. Não temos condições de competir com os grandes fundos”, diz Rosenberg. A trajetória de sucesso da Linear foi interrompida em 1997, quando o Tiger, seu mais agressivo fundo de derivativos, miou com a crise da Ásia. Em menos de uma semana, a Linear perdeu R$ 300 milhões com saques e desvalorização das cotas. Apesar de apostas bem-sucedidas contra a desvalorização do real, em 1999, o tigre nunca mais se recuperou.

Os 22 fundos da Linear, aos poucos, trocarão de mãos, passando a ser geridos pela Fator Administração de Recursos. Os técnicos da Linear já mudaram de endereço e se juntaram à equipe da Fator, instalada em um prédio da rua Amauri, no Itaim, em São Paulo. Eris, Rosenberg e Capez darão apenas suporte técnico. E a Linear deixará de existir. “As equipes estão sendo transferidas. Tudo estará pronto em três meses”, diz Rosenberg. “Vamos devolver a carta de distribuidora de títulos para o Banco Central, mas ainda não definimos quando.” O acordo com a Fator é uma saída honrosa para aquela que já foi uma das mais arrojadas administradoras de recursos do mercado. A Linear só se metia em operações complexas. Sob a batuta de Eris, operava futuros de Ibovespa e papéis complicados como títulos da dívida da Holanda.

Os sócios se retiram do mercado no momento em que cai a procura por fundos ultra-sofisticados e altamente alavancados. Pelo acordo com a Fator, nenhum dos sócios da Linear poderá trabalhar com fundos pelos próximos cinco anos. Por isso, Rosenberg irá concentrar esforços em sua empresa de estudos de macroeconomia. Já Eris, o “Turco”, como é chamado pelos amigos, vai se dedicar a suas empresas de aconselhamento, a MBE e a Eris Consultoria. E terá tempo para sua outra atividade, a criação de cavalos de corrida da raça Puro Sangue Inglês. Como sócio de quatro escuderias, Stud Mega, Bafra, Dr. Gil e Aquilante, ele é figura conhecida no mundo do turfe. Se no lado financeiro as coisas não vão tão bem, na pista tudo vai de vento em popa. Um de seus animais, Cavalo Mágico, é o favorito para o Grande Prêmio Taça de Prata, que acontece dia 29 no Jockey Clube de São Paulo.

Facebook Comments
Advertisements

13 comentários sobre “Incompetência fenomenal

  1. Bernardo

    Essa matéria é da Istoé Dinheiro 151 de 19/07/2000, ou seja, ele não quebrou os dois no mesmo ano.

  2. Luís Carlos

    Pode apostar que quem perdeu dinheiro foram os investidores e não o Rosemberg.

  3. Ronaldo

    Nada diferente do que ocorreu com centenas de outros fundos de derivativos, na época, com as crises regionais e moratórias de Argentina ou Rússia.

    Que perseguição, hein?

    Paulinho: Ah, tá…

  4. diogo

    entao quer dizer que foi ele que quebrou o corinthians nao eh mesmo? as antigas gestoes foram EXECLENTES…meu deus nao consigo acreditar que li isso…

  5. Olho Corinthiano

    Rosenberg me lembra muito o conto do Rei de Midas , porem as avesas, onde tudo que toca vira ouro, só que no caso de Rosenberg, vira M….DA.

    Salvem o corinthians !!!!!

    Abraços alvi-negros

  6. Ronaldo

    Ronaldo Disse:

    Janeiro 31, 2009 às 9:35 am
    Nada diferente do que ocorreu com centenas de outros fundos de derivativos, na época, com as crises regionais e moratórias de Argentina ou Rússia.

    Que perseguição, hein?

    Paulinho: Ah, tá…

    _______________________________________________________

    É verdade, pô. Se você falar dessa indústria da camisaria que, sim, poderia ser um ótimo negócio se transparente e em parceria com nossa patrocinadora, ou sobre o pastelão do Rosemberg em falar que o ano do centenário será o ano da Libertadores, trazendo momentos tão diferentes para o mesmo instante, podendo causar inúmeras frustrações, concordaria com você.

    Sobre fundos, mercado e economia, entendo e muito. Cito ao menos outros 8 fundos com mais de R$1 Bi de capital que não resistiram ao período 97/01. E os gestores dos fundos de hoje ou viraram consultores ou estão em outros fundos. Normal, cara!

  7. Paulo Assunção

    hahahahahaha.

    Meu Deus, você se supera!!!!

    Como teve coragem de postar um negócio desse??

  8. Lilian

    Paulinho,
    Tem uns analfabetos nesta tropa de choque, que chegam a me dar pena.
    Ser puxa-saco é uma coisa, agora, não saber nem ler…é de dar dó (do Corinthians)!

    “…o trio de acadêmicos há algum tempo andava na contramão de seus concorrentes. Enquanto o patrimônio dos fundos brasileiros cresceu 116% nos últimos três anos, o da Linear encolheu 85,5% no mesmo período, passando de R$ 1 bilhão para R$ 145 milhões. “

  9. CARLOS

    MARKETING DE UM TIME QUE 99% DE SEUS TORCEDORES NÃO TEM O QUE COMER, PREFEREM COMPRAR TUDO O QUE É PIRATA, FAZ ME RIR, KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  10. Gabriel

    O comentário desse idiota que assinou como CARLOS é típico de quem sempre inveja da Fiel, queria ter uma torcida igual, mas, como não consegue, tem que apelar para o preconceito.

    Fato 1:
    A torcida do Palmeiras, tradicionalmente adepta da tarantela e das bandinhas nos estádios, acabou entrando no samba, por inveja do sucesso que os Gaviões alcançaram na Avenida, nos anos 90.

    Fato 2:
    O Presidente Juju Cachaça, depois de tomar várias, confessou: ” Time grande é time de torcida grande. Quanto maior a torcida, maior o time.”

  11. Paulo César

    GABRIEL, LIGA NÃO ELES VIVEM DE SOBRA APENAS, DEPOIS DO QUE O MARCELINHO FEZ HOJE, ELAS ESTÃO ATORDOADAS KKKKKKKKKKKK

    CHUPA! E DA-LHE RAMALHÃO !

  12. Leopoldo Alves

    É… NÃO FOI POR FALTA DE AVISO!
    Só neste blog foi publicado 999 mil vezes as negociatas do Rosemberg, que por sinal, É FORMADO NA MESMA TURMA DO RAUL CORREA.
    Ai que medo!!! Será que agora os sócios ainda votarão nele, que está na chapa do Andrés? Pelo que anda circulando por aí, o “amiguíssimo” Andrés (ele jamais falaria amicíssimo) vai RIFAR o cara, pelo menos dessa vez, MERECIDAMENTE. INCOMPETENTES!!!!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: