Advertisements

Encontro com a verdade

Após ouvir alguns discursos de pessoas que mudam de camisa e pensamento de acordo com conveniência, com grande dose de inverdades e declarações recheadas de cinismo , realizei uma pesquisa para que o publico em geral tome conhecimento do que essas mesmas pessoas diziam em um tempo não tão distante.

Você vai ler o que falavam aqueles que hoje se posicionam contra a MSI e o mafioso Kia, na época em que o MPF não havia ainda se posicionado a favor da prisão dos membros da empresa situada em uma academia de Londres.

Ficará impressionado com o amor que alguns dirigentes demonstravam por Dualib antes de sua derrocada do poder.

Nenhuma das reportagens abaixo foi produzida pelo blog.

Elas servem para refrescar a memória de alguns e abrir os olhos de outros.

Conseguiram enganar alguns seguidores.

Mas jamais enganarão os freqüentadores desse espaço.

Leiam o pequeno “clipping” de noticias que selecionei abaixo.

E terão um encontro com a verdade.

 

Andres Sanches e Coelho

Por orientação de seus diretores, o Corinthians entrega de bandeja as revelações do CT de Itaquera para um conselheiro que por dez anos foi diretor justamente de seu departamento amador.

A cúpula corintiana alega que tal situação não fere os estatutos do clube, tampouco é ilegal. Já a oposição classifica a participação de Campoy como antiética. Os opositores lembram que recente devassa do Conselho Fiscal constatou que empresas ligadas a conselheiros prestam serviços ao clube, sem concorrência.

São membros do Conselho Deliberativo com ligação umbilical ao presidente corintiano ou ao vice de futebol amador, Nesi Curi.

No departamento amador, a preferência pela empresa em que Campoy trabalha é escancarada. “Indicamos o Marcelo Djian aos jogadores porque ele trabalha de maneira correta. Ter ao seu lado alguém que conhece o clube, como o André, também ajuda”, disse Manoel Evangelista, diretor de futebol amador, mais conhecido como Mané da Carne. 

Ele não esconde que até influencia alguns atletas a deixarem seus agentes para virarem clientes da firma em que Campoy trabalha. “Estamos fazendo a cabeça do Rosinei para trabalhar com o Marcelo“, declarou o diretor.

A escolha de Djian, Campoy e Fabinho como empresários avalizados pelo Corinthians já havia sido revelada pelo lateral Coelho à TV Gazeta no último domingo.

Ele afirmou que não tinha empresário, mas que foi aconselhado a ter um por Andrés Sanchez, vice de futebol e considerado por ele um amigo da família. Em seguida Coelho passou a ser agenciado pelo trio.

Uma terceira versão é a de Campoy. “O Andrés me indicou ao Coelho depois que eu pedi para que ele fizesse isso”, afirmou.

Até o Kia Joorabchian, que não conhece o clube, já reclamou que nas categorias de base já há empresários cobrando comissão”, diz Rubem Gomes, conselheiro oposicionista.

(Folha de S. Paulo, Folha Esporte, 12/08/2005)

http://www.citadini.com.br/corinthians/2005/corinews050812b.htm

 

“Quem decide no futebol do Corinthians sou eu, o Angioni, o Dualib e o Kia. É tudo em comum acordo”

Andres Sanches

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2005/05/05/ult59u93282.jhtm

 

“A parceria entre Corinthians e MSI pode ser corrigida. O que precisa ser reestruturada é a administração do clube. Fica uma questão no ar: se todas as parcerias no Corinthians terminaram antes do prazo, o problema está nas parceiras ou no clube? Na época, a parceria com a MSI era necessária, não tinha outra saída. Sobre as acusações, é o Ministério Público e a polícia que têm de resolver”

Andres Sanches

http://www.gazetaesportiva.net/reportagem/futebol/rep625.php

 

“Ontem à noite eu abracei o Andrés Sanchez (na festa de comemoração dos 95 anos do clube) porque ele fez um grande trabalho. Ele e o Angioni estão fazendo um grande trabalho. Nós três temos uma relação muito boa e conseguimos levar o clube adiante em áreas diferentes”

Kia Joorabchian

Kia também evitou falar sobre as eleições do Corinthians no próximo ano. Nos bastidores do clube, corre a especulação que o presidente da MSI apoiaria a possível candidatura de Andrés Sanchez. No entanto, apesar dos elogios ao atual vice-presidente de futebol do clube, o iraniano não confirmou a informação.

http://www.gazetaesportiva.net/ge_noticias/bin/noticia.php?chid=111&nwid=16652

 

O responsável pelo “vôo da cobrança” é o ex-vice de futebol do próprio Dualib e grande amigo de Kia Joorabchian, Sanches, que encarna a revolta da própria situação. Ele é cria política no Corinthians do atual vice, Nesi Cury. Assegurando ser “independente”, Sanches conseguiu uma grande vitória na eleição do Conselho Deliberativo. Colocou vários conselheiros contra Dualib. E esteve perto de ver seu grupo ganhar a presidência do Conselho Deliberativo.

Ele mantém uma assessoria de imprensa atuante na briga para ser presidente do Corinthians. E Sanches é grande amigo de Kia, a ponto de o iraniano convidá-lo para o casamento. Mas mesmo assim Sanches garante que vai cobrá-lo.

http://www.estadao.com.br/esportes/not_esp10570,0.htm

 

Andrés Sanchez, cartola que voltaria a ganhar espaço no Parque São Jorge com o fechamento da parceria, admite a participação de Boris Berezovski no grupo de investimento, mas não vê “problema nenhum nisso”.

http://www.gazetaesportiva.net/reportagem/futebol/rep522H.php

 

“Escutei falar muita coisa do Andrés Sanchez e do Kia [Joorabchian]. Muito, muito, muito. Mas empregado é para ouvir, não para relatar”

De EMERSON LEÃO, ex-técnico do Corinthians, sobre a oposição ter feito relatório e apontado que ele custou R$ 11 milhões ao clube

Fonte: Folha de São Paulo, coluna Painel FC, de 07 de junho de 2007

http://arranca-toco.blogspot.com/2007/06/dando-murro-em-ponta-de-faca.html

 

O Ministério Público aponta a participação de Paulo Angioni, que emprestou seu nome para representar três off shores para finalidades suspeitas, e dos dirigentes Alberto Dualib, Nesi Curi e Andrés Sanches, que firmaram a parceria mesmo “após terem sido cientificados, por outros diretores, dos problemas criminais dos russos”.

http://www.gazetajuridica.com.br/index.php/2007/07/12/prisao-para-kia-joorabchian/

 

Dualib e Duprat estão em Londres e voltam no próximo domingo. Os oposicionistas querem saber como andam as negociações. O encontro será intermediado por Kia Joorabchian, o presidente do MSI, que tem bom relacionamento com Andrés Sanchez, conselheiro da oposição que viaja.

http://www.citadini.com.br/corinthians/2007/corinews070614a.htm

Facebook Comments
Advertisements

5 comentários sobre “Encontro com a verdade

  1. Frank

    Nossa!!! Quanto lixo!!! O que será que nos espera??? Mesmos que essas pessoas saiam, o que vão deixar será um verdadeiro desastre para o proximo presidente, infelizmente acho que uma nova serie B deve chegar, aí seria o fim de vez, acho que boa parte da torcida não suportaria isso outra vez…

  2. Thiago

    Na minha opinião, os torcedores corinthianos deveriam pressionar os associados a NÃO votarem na reeleição do Andres.
    Evidentemente, não me refiro as organizadas, pois estas já se venderam a ele, em troca de poderem assumir o clube daqui a tres anos.

  3. Ricardo Labajos

    Adorei o Clipping!

    Bom trabalho.

    Mas se era pra fazer algo independente e “com credibilidade” poderia colocar algumas opiniões que o Citadini tinha sobre o Dualib antes dele renunciar.

    Aos amigos, tudo!

  4. Marcos Rogério Cabral

    O problema é que existem muitos cegos que endeusam Andrés Sanchez. Inclusive alguns sócios do clube.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: