Advertisements

Amigo de Edgard Soares derrotado na justiça (de novo !)

 

O deputado estadual Fernando Capez (PSDB-SP) acaba de ver derrotada sua pretensão de ser indenizado em R$ 50 mil pela revista “CartaCapital” por danos morais.

Em editorial cujo título era “Decifra-me se for Capez”, em março de 2003, a revista expressou sua opinião sobre o trabalho dele como promotor de Justiça que cuidava da violência de torcedores nos estádios paulistas.

O tucano não gostou e acionou a publicação, ganhando em primeira instância em junho de 2004.

O Tribunal de Justiça de São Paulo, no entanto, acaba de fazer Justiça e absolver a revista.

De maneira unânime: 3 a 0!

Eis, abaixo, o texto de “CartaCapital”:

MINISTÉRIO PÚBLICO

Decifra-me se for Capez

Desde a decisão de banir as torcidas organizadas, o procurador esqueceu a causa e se fixou no palco

Há quase dez anos, o promotor público paulista fernando Capez encontrou uma boa causa que é também um grande palco: a luta contra a violência das chamadas torcidas organizadas.

Prova provada de que nem tudo que reluz é ouro, Capez desfruta de seus 15 minutos de fama a cada nova briga e, infelizmente, a cada nova morte.

Em 1995, depois de um conflito de proporções estarrecedoras entre os organizados são-paulinos e palmeirenses, numa simples decisão de futebol júnior, no Pacaembu, do qual resultou uma morte, Capez conseguiu banir as torcidas organizadas dos estádios paulistanos.

Uma solução emergencial.

Não resistiu às ações na Justiça que questionaram sua constitucionalidade, mas, de qualquer jeito, uma solução.

Só que, de lá para cá, novas barbaridades se sucederam, mais torcedores morreram e quase nada mudou.

Nem mesmo as aparições do promotor, que virou figura presente nos programas esportivos – e nos Ratinhos da vida, principalmente às vésperas de eleições que teriam alimentado em Capez o sonho de ser secretário de Segurança em um eventual governo Maluf.

Capez, indo muito além de suas funções, passou a freqüentar o ambiente da cartolagem, seja na Federação Paulista de Futebol, seja no seu clube de coração, o Corinthians.

Compareceu até a julgamentos na esfera da Justiça Desportiva, no Rio, sobre temas que nada tinham a ver com sua atuação – o que o levou a ser objeto da Corregedoria do MP/SP.

Agora, novamente, fruto de confrontos entre blocos carnavalescos das três maiores torcidas de São Paulo, e com três mortes, uma em cada lado do triângulo, Capez reapareceu e brandiu seu discurso cansativo, ao denunciar o que é mais do que sabido, mas não prevenido: a existência de marginais, gente que vive do crime mesmo, traficantes, entre os organizados.

Só falta prendê-los. Exatamente como dez anos atrás.

http://blogdojuca.blog.uol.com.br/

Facebook Comments
Advertisements

5 comentários sobre “Amigo de Edgard Soares derrotado na justiça (de novo !)

  1. euclydes zamperetti fiori

    Triste o comportar de alguem q. prestou concurso publico para defender o povoe atitudes honestas.
    Ao tempo do péssimo exemplo Eduardo José Farah, Capez ganhou sala no prédio da FPF e Farah tinha problemas com parte de promotores publicos por ñ ser convincente comoñ me convenceu e jamais consiguira fazê-lo.
    Acorda, Brasil,eparabens a justiça por executa-la exatamente como deve.
    rbitrei futebol e dou cartão verde.

  2. Diogo

    esse capez é simplesmente ridiculo,como juca disse uma vez “um tucano autentico,embora se diga corinthiano”

  3. João Marcos

    Paulinho assista ao vídeo do link e publique-o.
    Álias sugiro que todas as segundas…..
    Assista o vídeo “Sinto Vergonha de Mim” de Cleyde Canton e Rui Barbosa
    declamado por Rolando Boldrin no programa Sr. Brasil da TV Cultura.

    O mínimo a se fazer é escutar, pensar à respeito e repassar para todos.

    http://www.rolandoboldrin.com.br/

  4. Sten

    É um incapez mesmo. Esse promotor(de si mesmo)/deputado é uma vergonha nacional, nunca faz nada direito no direito, além de ser um péssimo jurista é um ser humano da pior espécie.

  5. walter

    Paulinho,
    Essa nao tem nada haver com a noticia acima mas veja o q li hj cedo no Estado de Minas, joornal daki:
    NEGOCIAÇÃO Buscando arrecadar recursos para fechar o ano sem prejuízo, o Atlético negociou parte dos direitos econômicos de cinco jogadores com a Traffic: o zagueiro Leandro Almeida, o atacante Renan Oliveira, o armador Yuri e os júniores Wendel e Kléber. Os valores e o percentual não foram revelados.
    Ou seja querem tirar tudo q puderem vendendo na calada da noite possiveis promessas a troco do mesmo argumento: a divida do Galo. Pobre Galo! Definha no centenaio com esses ladroes…

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: