Advertisements

Sem contrato com a CBG, Jade Barbosa vive turbulência a um mês dos Jogos

Pai diz que ginasta não recebe salário desde janeiro e teme por sua saúde

Simone Evangelista Do GLOBOESPORTE.COM, no Rio de Janeiro

Jade treina com Oleg: pai diz que fiha só está em Curitiba porque sonha com medalha olímpica

Uma das maiores esperanças de medalha para o Brasil em Pequim vive uma dor de cabeça a um mês dos Jogos. A ginasta Jade Barbosa está sem contrato com a Confederação Brasileira de Ginástica. Desde janeiro deste ano, não recebe salário da entidade nem do Flamengo, seu clube, com o qual também ainda não formalizou um acordo, apesar de ter renovado por um ano. As informações são do jornal “Extra”, do Rio de Janeiro.

– A Jade nem sabe direito do que está acontecendo. Tento evitar falar isso com ela para não prejudicá-la – diz Cesar Barbosa, pai da atleta, em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM.

Segundo Cesar, a CBG apresentou duas propostas. A primeira seria oferecer um salário de R$ 250,00 (referente a um repasse governamental), mais R$ 100, 00 de ajuda de custo. Outra alternativa seria um contrato pelo qual Jade ganharia R$ 350,00 e mais um bônus, desde que se comprometesse a fazer oito peças publicitárias para a empresa que patrocina a entidade.

– Acho tudo isso uma falta de respeito com a atleta, com a família que se dedicou desde que ela tinha cinco anos. Todas as outras atletas assinaram, mas a Jade não está na ginástica para pagar a conta de luz. Não entendo como um país que quer sediar as Olimpíadas trata seus atletas como cachorros – dispara Cesar.

________________________________________

‘Não entendo como um país que quer sediar as Olimpíadas trata seus atletas como cachorros’ – Cesar Barbosa, pai de Jade

________________________________________

Saúde e condições psicológicas da ginasta preocupam  

O pai da ginasta também teme pela saúde da ginasta, já que, caso Jade se machuque durante as Olimpíadas, não há uma empresa comprometida a se responsabilizar.

– Eu me preocupo, mas vou fazer o quê? A Jade só está lá (na seleção brasileira) porque tem chances de trazer uma medalha. Não sei quem é a pessoa responsável, mas acho que o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) tem que tomar uma posição.

Procurado, o COB afirmou, através de sua assessoria de imprensa, que Jade terá um seguro saúde durante os Jogos, assim como todos os atletas da delegação brasileira. No entanto, além da segurança financeira de sua filha depois das Olimpíadas, Cesar também se preocupa com suas condições psicológicas para competir diante de tantos problemas.

– A Jade não recebe nada da CBG, só escola, médico e moradia (em Curitiba, onde treina a seleção). Não tem direito nem a telefone, liga para casa a cobrar. Minha conta de telefone é de quase R$ 1.000. Ela fez 17 anos e eu comemorei pela internet (na última terça-feira, quando Jade competia com seleção na Bielorrússia). Foram incapazes de dar um telefone para ela ligar para a família. Depois dizem que ela está emburrada. Como não vai ficar, desse jeito?

Site oficial é esperança de financiamento  

O pai da ginasta, que sustenta a família com seu salário de arquiteto, se diz desiludido e acusa a supervisora da seleção brasileira de ameaçar mandar Jade voltar a treinar no Flamengo caso o contrato não seja assinado. Procurada pelo GLOBOESPORTE.COM, a dirigente preferiu não comentar as declarações.

– Eu queria que ela voltasse para o Flamengo, mas não tem jeito. Se ela quer mesmo uma medalha, vai ter que continuar treinando com Oleg – conforma-se Cesar, que espera conseguir financiamento para Jade com a venda de produtos associados a seu nome através de seu site oficial, que deve ser lançado até o fim do mês.

Facebook Comments
Advertisements

5 comentários sobre “Sem contrato com a CBG, Jade Barbosa vive turbulência a um mês dos Jogos

  1. Alexandre Amaral

    Como os 85 milhões para fazer um “caderninho” poderiam ser melhor utilizados e segundo o Juca a empresa q fará esse caderninho d ouro já foi contratada s/ licitação! Q blz!

  2. Sandra

    Infelizmente temos que ver mais esta vergonha neste país. Enquanto o lulla comemora índices altíssimos de popularidade, vemos que os problemas fundamentais do brasil não mudaram em nada. Injustiça, impunidade, corrupção e violência ainda imperam em nossa sociedade. Enquanto em países desenvolvidos o esporte é tratado a partir da escola, como coisa fundamental, grandes ídolos por aqui têm que ser teimosos para poderem representar o país.

  3. Fernando

    peraí, esse salário tá certo?

    é 350 por mês??

    não é 3500 não? ou 35000?

    350 por mês??

    não é possível…

  4. José

    Para ir a China é esta trajédia… Se ela ganhar uma medalha todos vão falar que a ajudaram este é o Pais do Futuro inatingivél… Esses politicos tal qual dirigentes de Clubes é a nossa vergonha.

  5. euclydes zamperetti fiori

    Viva o amigo do Lula, o honesto Carlos Nusmam,
    Acorda, Brasil.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: