Advertisements
Blog do Paulinho

Jogadores precisam ter coragem na luta pela preservação de direitos trabalhistas

Nas últimas semanas, grupo de jogadores de futebol das Séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro tem lutado, nos bastidores, para evitar uma ‘cartolada’ na legislação, que prevê evidente perda de direitos trabalhistas para a categoria.

O texto da no ‘Lei geral do Esporte’, nos termos propostos, é uma tragédia para os atletas, mas permissivo aos interesses de intermediários remuneradores de dirigentes.

Politicamente, trata-se de uma luta desproporcional.

Apesar dos jogadores terem conquistado apoios pontuais de alguns parlamentares, dos quais destaca-se o do senador Romário, a bancada da bola, há décadas, embolsa para facilitar a vida da cartolagem.

Dentro desse quadro, somente a coragem pode fazer diferença.

Se a manobra para prejudicá-los persistir, os jogadores deveriam paralisar os campeonatos, numa greve geral que abriria a discussão na população e, enfim, colocaria os clubes contra a parede.

Os cartolas só entendem a linguagem do ‘bolso’, principalmente quando esvaziado.

Do contrário, a derrota é quase certa.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: