Advertisements

Coluna do Fiori

fiori_g.jpg

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.br   Email: caminhodasideias@superig.com.br

 

FINAL DO PAULISTA

SÉRIE A1 2008

Palmeiras e Ponte Preta se enfrentaram no Parque Antártica, reprisando o fraco jogo do qual foram protagonistas na cidade de Campinas, no Moisés Lucarelli, quando do mando da Ponte.

Quanto ao trabalho do arbitro Cléber Abade, lhes afianço que não me agradou por ter se omitido ao não ter dado pênalti em favor da Ponte Preta, quando um defensor palmeirense dentro da linha da área pequena foi de sola e tudo pra cima do atacante ponte-pretano, este lance aconteceu próximo ao fim da primeira etapa. 

Tenho certeza absoluta se o lance ocorresse no centro do campo, Abade marcaria falta.

Conseqüentemente a S.E. Palmeiras sagrou-se campeã e na comissão técnica comandada pelo Luxemburgo, encontra-se Luiz Cláudio Lula da Silva auxiliar técnico e futuro formando em Educação Física, que exerceu as mesmas funções no São Paulo.

É triste ouvirmos que está no cargo por capacidade e não por ser filho do maior funcionário publico temporário do país.

Quantos e quantos jovens, formados há algum tempo e com capacidade, estão a procurar oportunidades neste mercado restrito de trabalho, principalmente nas equipes de ponta e não a encontra?

Seguidamente vêem as explicações contumazes a nos chamar de neófitos.

Durante a partida o árbitro distribuiu 08 cartões amarelos e 02 vermelhos, houve omissão ou medo do árbitro ao não expulsar o defensor palmeirense Kleber que maldosamente atingiu seu oponente dando-lhe um pontapé. Kleber foi advertido com o amarelo, isto mostra que o árbitro viu o lance, deveria de tê-lo expulsado, e não venha com explicações de ser lance interpretativo.

Denílson em meu entender também deveria de ter recebido o vermelho por ter praticado o desprezo para com seus oponentes que no todo da partida comportaram-se dignamente, sem jogadas violentas que pudessem por em risco a qualquer defensor alviverde.

DELEGADO DA PRESIDÊNCIA

O destoar desta e de outras finais na parte administrativa é verificar que para exercer a função de delegado da presidência da FPF, o homem de gravata que trabalha na mesinha postada na lateral do campo de jogo que tem como uma de suas missões, analisar o trabalho da equipe de árbitros deva ser como tudo neste Brasil-brasileiro, alguém do chamado staff dos puxa-sacos e fazedores de média com os poderosos e, nesta partida este trabalho foi executado por uns dos pseudo-s representantes classistas Artur Alves Jr.

Artur é secretario da COAFESP, concomitantemente, escalador dos árbitros e auxiliares, ou seja, Artur vivência e com alegria, um total confrontar de situações, prova evidente que ética no futebol inexiste e os interesses sobrepujam todos os obstáculos, numa verdadeira aliança que satisfaz a grande maioria.

Esta cooperativa que conforme informações a mim chegadas, quando de uma das suas reuniões, alguns dos árbitros que foram sócios do SAFESP e se consideram os donos das verdades, desconsideraram os ex-árbitros.

Este é o país em que o passado, ou mais velhos, são desprezados pelos chamados jovens do hoje que se esquecem que num amanha não distante, também serão o ontem, saibam os árbitros de hoje, cooperados ou não que:

Jamais compactuei com estas traquinagens, sempre sonhei e sonho em ver a arbitragem unida e descomprometida com os valores imundos que existem nos corredores mal cheirosos dos bastidores do futebol.

Uma arbitragem que respeita o passado, tirando lições dos bons e mau momentos, aprimorando os bons, eliminado os malfazejos exemplos que quer queiram ou não, agrediram e agridem as entranhas de todos os simpatizantes ou fanáticos pelo chamado, esporte das multidões.

VERGONHA NA SÉRIE A2

Conforme consta na pagina E4 do caderno de esportes do Estado de São Paulo do dia 04 do corrente, na partida em que se defrontaram Mogi Mirim x Oeste, foi uma verdadeira vergonha. Como uma das vagas estava sendo disputada também pelo São Bento, os dois times ao saberem que o São Bento estava sendo derrotado diante do Atlético de Sorocaba, passaram a tocar bola em seus próprios campos, não se arriscando em irem para o ataque, para segurarem o empate que classificou os mesmos.

Em nossa cultura, isto é normal, porem, no meu entender e em nome de um novo caminhar que se faz urgente ambos deveriam de ser punidos, cadê o peito e a coragem do tribunal meia boca da FPF, essencialmente político e focado nas luzes das Tvs e nas paginas de nossos periódicos.

FUTEBOL FEMININO

Qual o motivo do continuar arbitragens masculinas nas partidas do campeonato feminino tutelado pela FPF?

Mesmo que o numero de arbitras não venha a ser o necessário, creio que a arbitragem central deveria de ser executada por uma das integrantes inscritas regularmente na comissão presidida pelo badalado coronel Marinho, de tantas glorias e tradições na arbitragem do futebol e que adora uma luz para desandar a rir e a vociferar, como candidato a cargo eletivo.

POLITICA

RECORDAR É VIVER

Na campanha da reeleição em 2006, Lula protagonizou cena emblemática: durante um comício em Belém, beijou a mão do deputado Jáder Barbalho em retribuição ao apoio recebido.

Para as eleições municipais de Ananindeua cidade paraense próxima a Belém e segundo maior colégio eleitoral do estado do Pará, Jáder Barbalho, fechou acordo com os petistas em apoio à reeleição de seu filho mais novo Hélder Barbalho.

Por 90 voto a 55, com oito abstenções, o diretório petista local decidiu apoiar a reeleição de Hélder em troca da indicação do vice-prefeito da chapa. Jáder mira em 2010, quando poderá lançar seu filho candidato a governador do Pará.

O cargo de governador do Pará, foi ocupado por Jáder Barbalho por duas vezes e pelo qual responde a vários processos por irregularidades até hoje.

Gostaria de lembrar ao braço curto e a todos os petistas de plantão, que o ex-governador, ex-senador e agora deputado federal pelo estado do Pará, Jáder Barbalho, em outros tempos, foi execrado, não sem razão, pelos membros do PT, ex-defensores da moralidade e da dignidade no trato das coisas publicas deste Brasil, brasileiro.

ACORDA, BRASIL.

SP-08/05/08

As opiniões aqui constantes são de minha inteira e total responsabilidade e publicadas pelos blogs:

blogdopaulinho.wordpress.com

pitacosdobodaum.zip.net

Facebook Comments
Advertisements

17 comentários sobre “Coluna do Fiori

  1. marco

    Deixa eu ver se entendi, pela sua opinião o Palmeiras foi campeão somente pela ajuda do juiz??????

    Sem comentários… vai chorar na cama que é lugar quente…

  2. debico

    De verdade? Esse Fiori é um maluco.

    Concordo que a arbitragem paulista está em um nível ridículo, que muitos erros decidiram partidas e resultados, mas pera lá: segundo o cara, um gol da Ponte no final do 1o tempo mudaria tudo?

    E mais: Denílson expulso por humilhação? Isso não existe, é ridículo alguém escrever isso.

    Paulinho, adoro teu blog, mas… não publica mais esse cara porque pega mal.

  3. Alex

    De fato o jogo do Oeste e Mogi foi uma palhaçada. O Silvio Luis narrou e rechaçou na hora a palhaçada na transmissão da Band News. Parabéns para ele. Mas como sabemos, no país de Lula e Cia., não vai acontecer nada. Lamentável e triste.

  4. euclydes zamperetti fiori

    debico,não afirmei oq vc interpretou, analisei a trabalho do árbitro e para mim foi oq ocorreu, alem disto, o brasileiro necessita apreender a lidar com as verdades e parar de justicar.
    Quanto ao Denilson, saiba q. a regra pune quem tenta hu7milhar ou jogar de maneira jocosa.
    E tem + caso queira conversar sobre regra de futebol, coloco-me a sua dsposiçao.

  5. Mauricio Porto

    ” É triste ouvirmos que esta (sic) no cargo por capacidade e não por ser filho do maior funcionário publico temporário do país.”

    ?!?!?!?!!?

    “Denílson em meu entender também deveria de ter recebido o vermelho por ter praticado o desprezo para com seus oponentes que no todo da partida comportaram-se dignamente”

    Manda uma dessa pra mim tb… Com limão !!!

  6. euclydes zamperetti fiori

    marcos, a cama pode ser lugar quente + ao mesmo tempo deva se local para reflexão`, ñ disse q. o Palmeiras foi campeaõ por isto, afirmei e afirmo q. em minha oipinião houve pênalte e o árbitro ñ deu, analisei a atuação do árbitro e ñ o resultado q. foi inconteste.
    Como tb entendo q. Denilson provocou seus oponentes e deveria de ser expulso, no lance comentado o árbitro lhe deu o amarelo ao meu ver por ser um grande mediador.
    grato e volte sempre,
    zamperetti fiori

  7. euclydes zamperetti fiori

    marcos dornelles boa noite, saiba q. ñ sou + um a falar mal, + sim dizer as verdades q. são acobertadas ou esquecidas pela cultura deste Brasil, brasileiro de deixar tudos pra lá e o ontem nada vale.
    Sem o ontem ´n teriamos o hoje e ´n projetaremos o amanha.
    Necessitamos de história e ñ de estorias como nios contam atualmente e pela maioria estes cascateiros são aplaudidos.
    Valeu e volte sempre,
    zamperetti fiori

  8. euclydes zamperetti fiori

    mauricio porto, o senhor entende q.se este futuro formando e filho do Lula, caso ñ tivesse o pai q. tem, teria trabalhado no São Paulo e agora no Palmeiras?
    Quanto ao comportamento do Denilson, entendo q. foi de desprezo para com os defensores da Ponte Preta e a regra diz q. todos q. jogarem assim devam de ser expulsos.
    É por estas e outras q. nossa cultura louva o rouba para roubar , o desprezar para desprezar e assim por diante, acorda, Brasilllll, chega de ñsei, ñ ouvi e ñ li e de louvação a corrupção.
    Saiba q. sinto vergonha de caminhar o + proximo da linha da honestidade e da sinceridade ede ser chamado de bobo.

  9. euclydes zamperetti fiori

    debico, pega mal dizer verdade num país cujo presidente louva os corruptos como Jáder Barbalho, Renan Calheiros e o ex-presidente da camara federal e é defendido pela grande maioria

  10. Mauricio Porto

    Euclydes,

    Vou responder à réplica da mesma forma:

    “mauricio porto, o senhor entende q.se este futuro formando e filho do Lula, caso ñ tivesse o pai q. tem, teria trabalhado no São Paulo e agora no Palmeiras?”

    ?!?!?!?!?!?

    Não meu caro, eu não entendí nada que você escreveu.

    Eu é que sinto vergonha de ler um texto de alguém que não consegue articular um raciocíonio simples.

  11. debico

    Caro Fiori,
    vamos partir de um ponto inicial e preponderante para este assunto: esta não é A VERDADE; esta é a sua verdade.

    Da mesma forma que você acha que houve pênalti e que o Denílson teve a intenção de humilhar seus adversários, eu acho que não. E é então que, por sorte, surge a conversa, a argumentação.

    Com certeza o sr. sabe muito mais de regras do que eu, pois nunca as estudei a fundo. Contudo, reiteiro que seria ridículo punir o Denílson. O jogo estava 5 a 1 e ele estava fazendo algo que qualquer time faz: se chama prender a bola, cozinhar o galo. Se ele segurasse a bola na lateral não seria antidesportivo, mas fazer uma finta é?

    Desrespeito é o que fez Edílson no Paulista-99 ou algumas comemorações, como ocorreu com o Avaí em Santa Catarina, este ano.

  12. euclydes zamperetti fiori

    senhor mauricio porto, deves ter votado nu Lula, tamana sua desfatez em querer ñ enteder o obvio.
    Então vamos lá, Viva os dasafortunados q. se formaram em educação fisica e ainda ñ encontram o caminho da felicidade.

  13. euclydes zamperetti fiori

    debico, sim sempre lutei contra isto ao tempo em q. arbitrava, dizia ao todos ao vivo e de frente, fui e sou taxado de louco nunca compctuei e ñ compactuo com corrupção e muito menos com o ñ entender q. tds som,os escravos da lei e da dignidade, mesmo estando num país de cultura benevolente para com esta mazelas.
    Saiba fui expulso do sindicato dos àrbitros exatamente por ñ temer canalhas q. se vendem ou q. trocam algo por outro em detrimento da verdade e das entranhas dos amentes deste esporte profissional e tão explorado por corruptos e corruptores ou aproveitadores q. se ligam nas uniformizadas de tds as cores.

  14. debico

    Está certo, Fiori, pelo jeito a discussão foi encerrada.

    O sr apenas se defendeu, nem discutiu mais o assunto. Eu não estava o acusando de nada. Enfim, valeu o papo.

    Abrazzo.

  15. euclydes zamperetti fiori

    senhor cravo, deprimente é quem abate as forças do mal, coisa q. faço com o maior prazer, sempre abati a corrupção , cerimonia do beija mão, como também o faço com os fazedores de média e aos q. se julgam intocaveis por estarem no poder ou ao lado dos q. nele estão.
    abraços e volte sempre,
    zamperetti fiori
    Deprimente = que abate as forças, humilhante.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: