Advertisements

O emocionante desabafo de um lutador

Da Folha de São Paulo

JUCA KFOURI

Por que não desisto?


Um convite ao raro leitor para que se ponha no lugar do colunista e o ajude a achar uma boa resposta


PONHA-SE em meu lugar. Imagine-se aos 20 anos de idade, na USP, sonhando em fazer carreira universitária. Aí, surge um convite de uma grande editora para você ir ganhar bem num trabalho com um tema que você adora, o futebol, e que não impedirá a continuidade do curso na faculdade.
Você vai, é claro, e, quatro anos depois, fica diante da encruzilhada: ou seguir na pós-graduação em política ou abraçar de vez o jornalismo, algo que jamais tinha passado por sua cabeça, apesar de o avô materno ter sido jornalista de destaque, o primeiro repórter a encontrar a Coluna Prestes. Então você percebe que está inoculado pelo vírus do jornalismo e dá adeus à USP. A militância na imprensa logo revela que os bastidores de sua paixão são imundos, e você resolve que o leitor tem o direito de saber como as coisas funcionam, por mais que muita gente tente desestimulá-lo a seguir tal caminho, tenso, ameaçador, além de proporcionar inimigos no atacado e processos a granel.
Mas, talvez por herança paterna, o filho do promotor de Justiça não consegue arquivar sua indignação e vai à luta.
Faz até uma carreira bem-sucedida, dirige revistas importantes, trabalha para as TVs líderes no país e depois vira colunista do principal jornal nacional, além de blogueiro do maior portal de internet, âncora da emissora de rádio de mais prestígio e membro da única equipe de TV independente do Brasil.
E ganha muito mais do que imaginava que poderia ganhar como jornalista, essa profissão que ainda remunera mal e que é aviltada pelos que a utilizam para se vender como garotos-propaganda ou para os piores interesses de capitalistas sem escrúpulos, adeptos apenas do deus dinheiro.
Você, no entanto, se deu bem e, apesar de inúmeros erros, manteve seus princípios intactos, jamais se curvou aos poderosos para não mostrar o traseiro para os oprimidos (a frase é do Millôr). Está, portanto, reclamando do quê? Ponha-se no meu lugar, insisto. Você é doido por futebol, torce pelo Corinthians (outra herança paterna) e o que vê, 38 anos depois de ter começado na profissão?
Um cidadão que você denuncia há quase 20 anos, que foi devidamente desnudado na imprensa e em duas CPIs, não só resiste no poder como, mais que isso, é hoje dos cinco homens mais importantes do país, bajulado por governadores, ministros e até pelo presidente da República, a ponto de outro dia, numa cerimônia num jornalão mineiro, ter sido mais paparicado que o vice-presidente do país, também presente. Se não bastasse, o Rei se curva diante dele.
Já o seu time de coração se encontra na situação em que se encontra, não só na segunda divisão como nas páginas policiais, muito até pelo que você mesmo ajudou a revelar.
Não é para desistir de tudo, neste país em que somos traídos diariamente? Parar de dar soco em ponta de faca? Só que, se parar, o que dirão os amantes do futebol limpo ou gente como Bob Fernandes, Clóvis Rossi, Elio Gaspari, Janio de Freitas, Luis Fernando Verissimo, Sérgio de Souza e outros caros lutadores?
O jeito é continuar. Porque não tem outro jeito. E tem as netas…

Facebook Comments
Advertisements

34 comentários sobre “O emocionante desabafo de um lutador

  1. Leonardo Maia

    Você chorou?

    Paulinho: Não se desespere. Hoje existem bons médicos para tratamento de atrofia cerebral

  2. Igor de Oliveira

    Parabéns ao Juca. Simplesmente um ídolo par todos estudantes de jornalismo.

    Paulinho: Sem duvida

  3. Celso

    Juca, tenha na mente apenas que nós estamos aqui para alguma tarefa, acho que a sua, você está cumprindo muito bem. Na hora de dormir, a tranquilidade de ter feito a coisa certa a cada passo dado na vida, vai contar num futuro próximo. Não sou religioso, mas acredito que deve ter algo depois de tudo que passamos na vida. As atitudes é que fazem a diferença na existência. Não é possível que esses caras que só fazem mal a um tanto de gente, que vende e entrega os sonhos de milhões, não é possível que não tenha uma cobrança futura. Hoje sigo um caminho, que eu penso ser também os seus passos: “A minha parte eu faço, ou no mínimo tento fazer, e da melhor maneira possível.” Celso

    Paulinho: É isso. Se cada um fizer a sua parte as coisas tendem a mudar para melhor

  4. Felipe dos Santos Souza

    Não desista, Juca. Não só porque precisamos de ti, mas também porque te ajudaremos no que precisares, nesta luta. Pode confiar.

    Paulinho: Caro Felipe, estamos todos juntos, seguindo o caminho que aprendemos com ele.

  5. cleber

    tomara que seja mentira essa negociação do douglas,para mim não passa de um roger piorado

    Paulinho: Bem mais eficiente que o Roger

  6. Paullo Medeiros

    Eu só estudo jornalismo pelos mesmos motivos que levaram profissionais como JK e você, Paulinho, a ingressar nessa luta.
    Já tive palestras de jornalistas, recém-formados ou não, onde esses diziam que é impossível lutar por uma melhoria do nosso país.
    Cansei de ouvir dos mesmos que, jornalista na teoria tem de ser imparcial, mas que a realidade e a prática são outras.
    Isso me desanima as vezes, mas serve de injeção de ânimo para, cada vez mais, provar para esses tolos e corruptos que há seriedade e honestidade nesse mundo.

    Paulinho: Temos a arma da comunicação para que possamos transmitir a verdade e estimular o povo a querer mudar.

  7. Kapinha

    Esse é o cara, juntamente com Trajano, Kajuru, PVC, Bataglia e agora Paulinho, a voz de vocês é voz de Deus, ou seja a nossa.

    Paulinho: Obrigado por ter me citado.

  8. Leonardo T. Rossetti

    Paulinho, também gostei bastante desse texto do Juca. O papo dos corinthianos de que ele é parcial contra o Corinthians e que perdeu e referência das criíticas etc e tal é pura bobagem. O Juca é um baita jornalista. Do meio esportivo se não for o melhor está entre os três.

    Mas agora quero fazer uma pergunta a vc. Te mandei um e-mail, mas vc infelizmente não respondeu. Vc adora comentar sobre jogadores, dirigentes e empresário “desprovidos de caráter”. Gostaria que vc emitisse algum comentário sobra a discussão entre o ótimo treinador do Corinthians, Mano Menezes e o zagueiro Carlinhos do Guaratinguetá. Segundo vários jornalistas afirmaram, Mano teria chamado o atleta de “assassino”, pois o este teria se envolvido num acidente automobilístico que vitimou uma pessoa.

    Para vc Paulinho, Mano é desprovido de caráter???????

    Abraços

    Paulinho: Ele errou como ser humano, mas não me parece ser uma pessoa ruim.

  9. Paullo Medeiros

    Quanto ao Massini, Paulinho…
    Pode deixar que mando um abraço sim…
    não sabia que você o conhecia, muito bacana!
    Além de ser um baita profissional é super gente fina, quer dizer…
    ele mesmo diz:
    “Vocês vão querer espancar o Shrek aqui, mas enquanto vocês não aprenderem a escrever pra porra do rádio eu vou encher o saco!”
    Figuraça!rsrs
    Abração, cara!

    Paulinho: Gosto muito dele.

  10. rodrigo

    não simpatizo muito com JK, mas isso não me impede de reconhecer suas virtudes… esse texto aí reflete as aflições de muita gente… parabéns a ele.

    Paulinho: Ele é um lutador do bem

  11. JOSÉ ANTONIO AVENIA NERI

    Não desista, velho guerreiro !
    É de profissionais como você que o mundo, e o mundo do futebol, em especial necessita.
    Lamentavelmente, são poucos, mas o importante é ainda brigar, lutando contra o poder, com lisura, exatamente como você faz.
    Você é apesar de tudo um vitorioso, pois possui leitores renomados, assíduos e fãs de seus sites, blogs, jornais e rádios.
    O pior é saber, que colegas de sua profissão, da mesma estirpe, porém, incontrolável, e seu amigo, está escanteado.
    Poucos se lembram dele, como o blogueiro Paulinho, que aliás, está de parabéns, apresentando seus últimos ensaios jornalísticos.
    Afinal, Juca, o que houve ou o que existe entre você o KAJURU, tão querido pelos amantes do futebol.
    Se você souber, Paulinho, por favor, responda !
    Abraços do corinthiano,
    JOSÉ ANTONIO AVENIA NERI, advogado do Jardim Paulista-SP

    Paulinho: Não houve nada. Continuam amigos.

  12. Denilson Martins

    O Juca é um ídolo pra mim.

    Ninguém na imprensa esportiva brasileira consegue ser tão isento e imparcial.

    Saudade de quando ele e o Trajano estavam no Cartão Verde, e eu podia vê-los semanalmente na telinha.

    Aliás Paulinho, isso seria interessante heim, um cartão verde contigo, com o Birner, e com os dois dinossauros da moral jornalística no esporte.

    Acho que funcionaria, desde que tivesse muita polêmica, sobre a verdade, nada de polêmica sobre mentiras e invencionices.

    usahuashuashuahuashaushasuhauhauhasuhasuas

    Valeu por postar a coluna dele Paulinho.

    Paulinho: Seria viver um sonho

  13. Serginho Laurindo

    Não pude deixar de comentar esse post. Transmita ao Juca meus mais sinceros votos de apoio para que ele continue na luta! Graças a pessoas como ele ainda consigo parar pra assistir a um programa de futebol (na ESPN, é claro) e ter a esperança de que um dia esse País cria jeito. Diga a ele tb que o mais importante é deitar a cabeça no travesseiro a noite e conseguir dormir o sono dos justos! Força, Juca! Abraço, Paulinho!

    Paulinho: Ele realmente é um exemplo

  14. Rogerio Jovaneli

    Paulo, até imagino o Juca pensando antes de escrever: pô, apesar dos tempos difíceis de pouco interesse pela leitura entre a juventude DESTE PAÍS (como diria a decepção que preside essa nossa nação), tem muito aluno de jornalismo que, até por obrigação (uma pena), acaba, de algum jeito, lendo jornal. Talvez até assine um. É, a Folha é bem aceita entre os jovens. Isso mesmo. Vou dar um recado pra esse pessoal. Dizer que se hoje eles vivem em um país democrático é porque muito sangue e suor foram derramados no passado. Portanto, eles devem ter razão de sobra pra acreditar em dias melhores. Afinal, o pessoal lá de trás também viveu momentos de desesperança, dor, lágrimas e, com muita luta, obteve conquistas e deixou algo melhor para as novas gerações.
    Perfeito. Acho que é isso que vou fazer nesta quinta-feira: dar um recado pra essa molecada. É importante. Eles precisam saber que eu e os meus colegas de bem trabalhamos no passado para construir este presente e que eles, presente, tem de dar continuidade, seguir em frente, trabalhando, pois eles são o amanhã. Serão aqueles a darem o recado a minhas netas.

    Paulinho: É bem por ai

  15. gonz

    juca é um exemplo… feliz de vc te-lo como tutor nessa empreitada!
    boa sorte pra vcs!
    abs

    Paulinho: Aprendo com ele mesmo antes de conhece-lo

  16. Vinicius Martins

    Caro Juca Kfouri, você tem é que estar muito satisfeito com isso. Tenho absoluta certeza que você não gostaria de estar na pele de um professor universitário, em um país sucateado como o Brasil. Abraço.

    Paulinho: Tenho certeza que ele sabe a importancia que possui

  17. Carlos Sato

    Juca Kfouri aolado do Kajuru é um dos mais honestos e competentes jornalistas doPaís queeu conheço. Aprecio os trabalhos dos dois. Espero que você, Paulinho, siga os passos deles.

    Paulinho: Faço o possível para seguir

  18. Theodoro Menezes

    Paulinho, você com sua luta, texto como esse do Juca e outro que eu vi na Folha Online chamado “O Jogo é Apenas um Detalhe” – não sei se você chegou a ler (http://www1.folha.uol.com.br/folha/colunas/futebolnarede/ult868u380742.shtml) mostram que ainda existem pessoas que ainda conseguem ver que que as pessoas conseguem enxergar que as coisas não vão bem no nosso futebol.

    Não pare. Abraço. Theodoro Menezes.

    Paulinho: A luta não vai terminar

  19. Ricardo

    Vem, Liedson. Vai, Lulinha. Sabe se procede isso?

    paulinho: Do Lulinha tudo indica, mas quanto ao Liedson nada tenho de concreto

  20. Jorge

    Otimo e comovente texto,deveria ser leitura obrigatoria em todos os colegios e universidades do pais.Parabens ao colunista por escreve-lo e ao blogueiro por dar repercussao ao mesmo.

    Paulinho: Ele tem uma história de vida maravilhosa

  21. Neder

    Juca, só que você põe a cabeça no travesseiro e descansa, consciente do dever cumprido, enquanto esses, que tantos pais de famíla fazem chorar, pode ter certeza que não conseguem…a hora deles chega, pode ter certeza!
    Continue a sua jornada!
    abs.

    Paulinho: É isso ai

  22. Carlo B

    Paulinho, falando em bom jornalismo e independêcia, voce viu o José Trajano chamando o Marcos de PODRE e SAFADO, no último Linha de Passe .. ??

    O Juca deve ter ficado constrangido com o velho amigo jornalista, meio xarope.

    Abraços

    Paulinho: Gosto do Trajano, mas ele exagerou mesmo.

  23. Marcelo

    É um alívio saber que existem Paulinhos, Jucas e Benjamins… Pelo menos não estou sozinho nessa indignação com a quadrilha do Dualib e seu filho Andres… Parabéns a vcs!!!

    Paulinho: Com certeza não está.

  24. José Américo

    Só posso dizer que fiquei emocionado e arrepiado (sem viadagem, hehehe)! Belíssimo texto, exala sinceridade e honradez. Costumo dizer que não existe ninguém 100% honesto, certo ou verdadeiro. Isso não existe. Também ninguém é dono da verdade, mas tenho a plena convicção de que aquele que acha que fala a verdade deve dizê-la sem pestanejar, doa a quem doer. A maior mentira é a verdade não dita. Parabéns Juca. Ah se todos os profissionais desse Brasil fossem assim…onde estaríamos? Com certeza não seria num lugar onde um “Imperador” reina absoluto durante mais de 20 anos, instalando uma lavanderia de dinheiro na principal instituição de nosso falido futebol. Falido por razões óbvias e com os culpados mais do que notórios. Abraço, Paulinho.

    Paulinho: Concordo

  25. Felipe

    É isso. Continuar lutando, sempre. Só não acho que sejam tão poucos os jornalistas de bem. Perdidos por aí, temos muitas vítimas que tentam não vender a alma ao diabo, embora a venda, muitas vezes, seja a única opção no mercado de trabalho…

    Paulinho: A honra e o carater não tem preço

  26. Alberto

    E aí Paulinho, veja só o que te espera: milhares de processos, inimigos em todos os lados, poucos amigos, luta interminável … .

    E você deve estar pensando: “não troco isto por nada”.

    Então vc já está contaminado. Não tem mais volta. Vc está fadado a seguir a difícil trilha da justiça, honestidade e hombridade.

    Parabens.

    Paulinho: Se soubesse teria começado antes

  27. Andrade

    Meus comentários a respeito do JUCA estão postados acima. Abçs Paulinho. Parabéns a todos.

    Paulinho: Valeu

  28. Jarbas

    Juca é perfeito. Mais um pouquinho e ele se equipara a Deus.

    Paulinho: Ironia fraquinha

  29. larissabeppler

    Talvez se eu lesse esse texto há um tempo atrás, ele não tivesse o mesmo impacto que tem agora.

    Agora que passei a escrever e conhecer um pouco desse mundinho sujo do futebol e da mídia brasileira, que diga-se de passagem é a pior do mundo, juntamente com a mídia Colombiana, não é pra menos o estado que encontram-se os dois países.

    Aqui, ela corrompe e é corrompida. E os que buscam e lutam pela verdade são perseguidos, atacados dia após dia. Estaria a mídia esportiva copiando o sistema inquisitório, que consumiu em suas labaredas milhares de vidas e idéias?

    É triste saber o que se passa, ver a realidade e pouco poder fazer por ela. As mentiras repetidas no dia-a-dia sobre os jornalistas de bem, de tanto serem repetidas, acabam virando verdades. E assim caminha a brasileirada…

    Parabéns Juca..seu texto me emocionou, mesmo! Principalmente por estar vivendo um momento de revolta com esses dirigentes bandidos, com meu time atirado a um lugar que não lhe pertence. Com a consciência de que pouca coisa mudou e os corinthianos sequer enxergam! E ainda, como se não bastasse, voltam-se contra os que na tentativa de mudar essa realidade denunciam os fatos.

    É triste…dá vontade de desistir…dá vontade de gritar…dá solidão…a gente se sente pregando no deserto…dá tanta coisa…mas não dá pra desistir!

    Saudações Alvinegras,

    Larissa.

    http://www.diretasnocorinthians.wordpress.com

    Paulinho: Ele não vai desistir

  30. Anula Brasil

    Caro Paulo,

    O Juca é um exemplo nesta mídia podre e suja, mas nem tudo que ele fala, escreve ou diz é a pura verdade.

    Salut
    Anula Brasil

    Paulinho: Eu acredito sempre no que ele escreve

  31. Jarbas

    Ele se comparou nada mais nada menos a:
    Bob Fernandes, Clóvis Rossi, Elio Gaspari, Janio de Freitas, Luis Fernando Verissimo, Sérgio de Souza. Modesto não? O Trajano virou o que? Porque excluiu da lista? Trajano o mais corajoso e valente de todos deveria ter sido citado.

    Paulinho: Eu acho que ele errou. O considero maior que os nomes por ele citados

  32. Denilson Martins

    Paulinho, excelente texto.

    Sem dúvida uma bela resposta pra indagação do Juca.

    Concordo com tudo que escreveu.

    Parabéns!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: