Advertisements
Blog do Paulinho

Coluna do Fiori

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.brEmail:caminhodasideias@superig.com.br

apito limpo

Recuso-me a acolher o silenciar dos associados e não associados do SAFESP, atinente aos descomedimentos cometidos pelo juris171consulto e confrades de diretoria

Completo

“Os árbitros que revolvem as costas ao que aconteceu e acontece no SAFESP proclamam servilismo e falta de atitude”

—————————————-

7ª Rodada da Série A do Brasileirão 2022

Sábado 21/05

Flamengo 1 x 0 Goiás

Árbitro: Braulio da Silva Machado (FIFA-SC)

VAR

Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN)

Item Técnico

Como principal: o acerto na marcação da falta cometida pelo flamenguista Pablo no goleiro oponente, com redonda finalizada no fundo da rede.

No todo

Representantes das leis do jogo não influenciaram no resultado

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 01 para flamenguista e 03 para goianos

Santos 0 x 0 Ceará

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (FIFA-DF)

VAR

Leone Carvalho Rocha (GO)

Item Técnico

1º – Pisou e feio ao voltar atrás depois de ter apontado o meio do campo no chute do santista Batistão findado no fundo da rede.

Explico

No lance antecedente, o boto-branco se encontrava em cima do caso e nada marcou quando do simultâneo puxão de braço entre Jhojan defensor santista com oponente Zé Roberto.

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 01 para santista e 05 para cearenses

Vermelho; Para Richard defensor do Ceará por atingir oponente fora da disputa pela bola.

Apelo

Wilson Seneme presidente da CA-CBF! Não se deixe dominar por quem nada entende, por politicagem ou apadrinhamento, afastando os sabem nada vaselinas e apadrinhados.

Domingo 22/05

Corinthians 1 x 1 São Paulo

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO)

VAR

Daiane Caroline Muniz dos Santos (FIFA-SP)

Item Técnico

Trabalho natural dos componentes do trio que representou e aplicou as leis do jogo

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 02 para corintianos e 03 para são-paulinos


Confira abaixo o programa “COLUNA DO FIORI”, desta semana.

Nele, o ex-árbitro comenta assuntos, por vezes, distintos do que são colocados nesta versão escrita

*Não serão liberados comentários na Coluna do Fiori devido a ataques gratuitos e pessoais de gente que se sente incomodada com as verdades colocadas pelo colunista, e sequer possuem coragem de se identificar, embora saibamos bem a quais grupos representam.


Política

Aumento da fome expõe a distância que separa o debate eleitoral do estômago

A insegurança alimentar dos brasileiros mais pobres atingiu o nível de países africanos. A fome dobrou no Brasil nos sete anos que separam a recessão iniciada sob Dilma Rousseff em 2014 e a pandemia tratada como “gripezinha” por Bolsonaro em 2021. De acordo com pesquisa Gallup, destrinchada pelo Centro de Políticas Sociais do FGV, a precariedade alimentar brasileira superou pela primeira vez a média global. A taxa de insegurança saltou de 17% para 36%.

Simultaneamente, o repórter Carlos Madeiro informa que o Auxílio Brasil, versão mal ajambrada do Bolsa Família, deixou ao relento 2 milhões de famílias submetidas à extrema pobreza. Fica evidente que é grande, muito grande, enorme a distância que separa a retórica oficial e o debate eleitoral das necessidades do estômago.

Diante de dados tão sombrios sobre a fome, um presidente que reivindica a reeleição não deveria ousar aparecer para os brasileiros que trazem um espaço baldio entre o esôfago e o duodeno em outro formato que não fosse o de um prato de comida. Mas Bolsonaro oferece uma retórica oca em que pátria, Deus e família se misturam a ataques às urnas eletrônicas, caneladas em magistrados e distribuição de armas de fogo.

Um candidato que frequenta o topo das pesquisas como favorito à conquista de um terceiro mandato deveria respeitar a inteligência alheia oferecendo uma boa e definitiva análise autocrítica sobre a ruína econômica produzida sob a companheira Dilma. Mas tudo o que Lula ofereceu até o momento foi a previsão de que só falará a sério sobre economia depois da eleição.

Resta aos famintos trocar as alucinações que a falta de alimentos provocou a pelo sonho de alcançar um dia uma fome de presidente – do tipo que pode ser saciada abrindo a geladeira do Palácio da Alvorada, abastecida com todas as iguarias que o déficit público pode comprar.

Josias de Souza-Publicado as 10hs02 no UOL do dia 26/05/2022

———————————–

Finalizando

“A maior herança que minha geração deixará para seus filhos é a fome e a miséria, que cresce com a mesma velocidade que o ego dos homens”

Wilian Jañez: Pensador

————————————

Chega de Corruptos e Corruptores

Se liga São Paulo

Acorda Brasil

SP28/05/2022

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: