Advertisements
Blog do Paulinho

Octávio Costa e os jantares dos Correios

Em 29 de outubro de 2008, o jornalista Octávio Costa publicou, na coluna ‘Brasil Confidencial’ que assinava em ‘Isto É’, a nota intitulada ‘Acordo coletivo no Jantar’:

“Coube ao diretor de recursos humanos dos Correios, Pedro Magalhães, negociar o acordo coletivo de trabalho com os sindicatos”

“Ele ofereceu cinco jantares em sua casa, para que os sindicalistas discutissem as demandas em ambiente ameno”

“Deu certo”

“O reajuste de 7,37% sobre os salários foi aceito”

Para conferir no site da revista, basta acessar o link a seguir:

Brasil confidencial – ISTOÉ Independente (istoe.com.br)

Cinco dias depois, em nota publicada no ‘Observatório da Imprensa’, a Federação Nacional dos Trabalhadores em Correios, Telégrafos e Similares (FENTECT), respondeu.

Destacamos:

“(…) a Federação Nacional dos Trabalhadores em Correios, Telégrafos e Similares – FENTECT vem a público repudiar veementemente a irresponsabilidade, a falta de profissionalismo e o mau exercício do jornalismo”

“A nota cita cinco jantares na casa do sr. Pedro e deveria também dizer quem foram os representantes da FENTECT que participaram destes eventos, que nunca ocorreram”

“(…) os representantes da federação sequer foram procurados para que pudessem falar. Isso é um exercício de péssimo jornalismo e só pode interessar à presidência da ECT que, por meio da IstoÉ, está fazendo campanha contra o movimento sindical, tentando desestabilizar e desmobilizar os trabalhadores dos Correios”

“O glamour dos jantares em casa de diretores da ECT, na capital federal, não faz parte da realidade de nenhum dos trabalhadores dos Correios, representados pela Comissão Nacional de Mobilização e Negociação – FENTECT, que suaram a camisa para conquistar os 7,37%, a licença maternidade de seis meses e outras reivindicações da pauta nacional da categoria em sua campanha 2008/2009”

“Esperamos que o mesmo também se aplicasse ao sr. Octávio Costa”

“Não que estejamos afirmando que ele tenha jantado com o sr. Pedro Magalhães ou com qualquer outra pessoa, pois não foi possível falar com ele para perguntar – o telefone da sucursal, (61) 3321-1212, não atendeu”

Não foi a primeira nota polêmica de Octávio em ‘Isto É’.

Pouco mais de seis meses antes, Costa assinou matéria contra o MST em que foi constada a adulteração de uma fotografia.

Para conferir basta clicar no link a seguir:

Reportagem assinada por Octávio Costa adulterou imagem para proteger PSDB

O objetivo era proteger José Serra, um dos caciques do PSDB.

Apesar de ciente da fraude, Octávio Costa, que era diretor da revista, não se demitiu.

A Nota Oficial da FENTECT, que, logo abaixo, poderá ser conferida na íntegra, parece esclarecer bem as razões da permanência.


REVISTA OUVE APENAS UM DOS LADOS

Do OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA

Por JOCA BASTOS

Em resposta à nota ‘Acordo coletivo no jantar’, da coluna ‘Brasil confidencial’, publicada pela revista IstoÉ nº 2034 (29/10/2008), assinada pelo sr. Octávio Costa, a Federação Nacional dos Trabalhadores em Correios, Telégrafos e Similares – FENTECT vem a público repudiar veementemente a irresponsabilidade, a falta de profissionalismo e o mau exercício do jornalismo. É preciso ressaltar que as negociações ocorreram com representantes da FENTECT e da ECT e o sr. Pedro Magalhães era membro da comissão de negociação da ECT, e não o único responsável pelas decisões e propostas da empresa.

Quanto aos referidos jantares com sindicalistas, ocorreram não se sabe quando, nem com quem. A nota cita cinco jantares na casa do sr. Pedro e deveria também dizer quem foram os representantes da FENTECT que participaram destes eventos, que nunca ocorreram. Quanto ao segredo da fonte, sabemos que é sagrado, mas também deve ser sagrada a atitude de ouvir os dois lados. Neste caso, os representantes da federação sequer foram procurados para que pudessem falar. Isso é um exercício de péssimo jornalismo e só pode interessar à presidência da ECT que, por meio da IstoÉ, está fazendo campanha contra o movimento sindical, tentando desestabilizar e desmobilizar os trabalhadores dos Correios.

Telefone não atendeu

Essa estratégia se deve ao fato de esta semana ser o momento crucial das negociações entre a FENTECT e a ECT sobre o plano de carreiras, cargos e salários – PCCS. Serão realizadas na terça (28/10) e na quarta-feira as duas últimas reuniões que decidirão sobre o tema. Na noite do dia 29 ocorrerão assembléias nos sindicatos de todo o país, para avaliar e decidir se os trabalhadores aceitam a proposta da ECT ou entram em greve nacional, a partir de 0h do dia 30 de outubro. O estado de greve foi decretado há cerca de dois meses e continua mantido, como decidido no início deste mês, o que dá o direito à categoria de entrar em greve automaticamente após o final das assembléias.

Mais uma vez é preciso afirmar que da parte da FENTECT e seus membros não houve e não haverá encontros às escuras com o sr. Pedro Magalhães e nem com outro dirigente dos Correios. Os sindicalistas que levaram à frente a campanha salarial 2008/2009 são pais e mães de família honrados, pessoas honestas que deixaram o convívio dos seus e seus lares por mais de três meses, tendo que passar por diversas reuniões sem o mínimo respeito dos negociadores da ECT.

glamour dos jantares em casa de diretores da ECT, na capital federal, não faz parte da realidade de nenhum dos trabalhadores dos Correios, representados pela Comissão Nacional de Mobilização e Negociação – FENTECT, que suaram a camisa para conquistar os 7,37%, a licença maternidade de seis meses e outras reivindicações da pauta nacional da categoria em sua campanha 2008/2009. Esperamos que o mesmo também se aplicasse ao sr. Octávio Costa. Não que estejamos afirmando que ele tenha jantado com o sr. Pedro Magalhães ou com qualquer outra pessoa, pois não foi possível falar com ele para perguntar – o telefone da sucursal, (61) 3321-1212, não atendeu.


Jornalista, Assessor de Imprensa/FENTECT, Comando Nacional de Mobilização e Negociação da Campanha Salarial 2008/2009

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: