Advertisements
Blog do Paulinho

Por que a Kalunga vende uniforme de escola pública em São Paulo?

Faz alguns anos, a Kalunga mantém contrato para prover, a alto custo, materiais escolares para escolas municiais de São Paulo.

Em 2020 chegou a ser apenada pelo TCE-SP por descumprimento de parte do acordo.

Apesar disso, sem alarde, a empresa iniciou vendas de uniformes escolares que, em tese, deveriam ser bancados pela Prefeitura.

Os produtos, com logo das escolas municipais, podem ser encontrados em todas as lojas.

  • camiseta – R$ 25,90
  • bermuda – R$ 29,90
  • moletom – R$ 56,59
  • tênis – R$ 76,90

No caso dos materiais escolares, o Município paga pelo fornecimento da Kalunga e repassa o produto, gratuitamente, à população.

Porém, na questão dos uniformes, a venda ocorre diretamente ao consumidor.

Será legal?

Levando-se em consideração a obrigatoriedade da utilização destas roupas nas escolas municipais evidencia-se, se houver autorização formal para a comercialização, facilitação do Estado para lucro de empresa particular.

Entramos em contato com a Prefeitura de São Paulo para entender melhor o que estaria acontecendo, mas, até a publicação da postagem, não houve resposta.

A Kalunga, assessorada por Oliverio Junior, não conversa com o Blog do Paulinho.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: