Advertisements
Blog do Paulinho

A diretoria do Corinthians não para de mentir

Ontem (12), em entrevista coletiva, o presidente do Corinthians, Duílio ‘do Bingo’ Monteiro Alves, disse, como se fosse boa notícia, que o clube pedirá extensão de moratória para pagamento das parcelas da dívida do estádio de Itaquera, intermediadas pela CAIXA junto ao BNDES.

Há três anos o Timão não amortiza uma parcela sequer da operação.

“Está acabando o período inicial da carência, mas o Corinthians também não teve que pagar”

“Estamos em uma discussão amigável, não tem nada na Justiça. Estamos tendo um tempo que não é ruim para nós hoje, mas lógico que queremos resolver o mais rápido possível”

Duílio, numa tacada só, desmentiu a si próprio, ao ex-presidente Andres Sanches e acrescentou nova inverdade às anteriores.

No ano passado, questionado sobre o pagamento da primeira parcela dos ‘naming-rights’ cedidos à Hypera Pharma, que, por contrato, obrigatoriamente, teria que ser repassada ao Arena Fundo FII, para que este direcione a quantia à CAIXA, o mandatário alvinegro respondeu que a empresa depositou diretamente na conta do banco.

Agora, revelou que o clube nada está pagando no período de carência.

Não existe, até o momento, nos balanços de Corinthians, Arena Fundo e Hypera, qualquer comprovação de que os R$ 15 milhões teriam sido pagos ou recebidos pelas partes.

Pelo contrário.

Nas contas do Arena, há a indicação de que o clube reteve, indevidamente, quase R$ 50 milhões dos recebíveis do estádio, o que, talvez, possa explicar a alegria dos cartolas com o novo adiamento.

Em tese, trabalha-se com dinheiro indevido e joga-se o problema, que, apesar da moratória, será acrescido de juros e demais correções, ao próximo que sentar na cadeira presidencial.

Comprova-se ainda que o ‘superavit’, apontado em recentes balancetes do Timão, é obra de ficção, mal escrita, e de resultado improdutivo, porque o clube sequer foi capaz, mesmo embolsando o que não lhe pertence, de abater um centavo sequer das dívidas, avaliadas em R$ 1 bilhão (fora o estádio).

Outra lorota desmascarada – essa contada pelo afamado mentiroso Andres Sanches – é o discurso de que o acordo com a CAIXA estava sacramentado.

Nem o do banco, muito menos o da Odebrecht (outra pendência da obra), estão com os martelos batidos, aliás, bem longe disso.

Por fim, ao dizer que ‘não tem nada na Justiça’, Duílio mente, porque os sucessivos pedidos de prazo para acordo estão sendo, todos, protocolados em ação de execução promovida pela CAIXA, que cobra à vista todos os valores devidos pelo Corinthians, após muitos meses de calote nos boletos bancários.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: