Advertisements

O desserviço de Galvão Bueno ao futebol brasileiro

Em meio a transmissão de Brasil e Egito, pelas quartas de final dos Jogos Olímpicos 2020, o repórter Eric Faria revelou a existência de uma Lei, na Espanha, que obriga os clubes locais a fornecerem seus jogadores à Seleção, independentemente de data FIFA.

A entidade máxima do futebol desobriga as agremiações de fazê-lo.

Ao escutar a informação, Galvão Bueno disse:

“Deveria existir essa Lei no Brasil… não ia fazer mal a ninguém, né?”

Tomara o narrador tenha se pronunciado sem pensar e reveja o pensamento em momento posterior.

Obrigar os clubes, que pagam os jogadores, a trabalharem gratuitamente para a CBF em desfavor de seus próprios objetivos, seja em amistosos caça-niqueis ou torneios menos relevantes – no caso do futebol a Olímpiada é assim tratada -, é enorme desserviço que não deveria ser endossado por um dos comunicadores mais assistidos do país.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: