Advertisements

Corinthians ‘passa o pano’ e agora somente a Justiça poderá expulsar Andres Sanches

Como era óbvio que ocorreria, a Comissão de Ética e Disciplina do Corinthians, presidida por André Negão, sob a relatoria do bacharel em direito Carlos Roberto Elias, vulgo Dr. Viola, arquivou pedido de investigação contra o ex-presidente Andres Sanches, que teve as contas da gestão 2019 reprovadas pelo Conselho Deliberativo.

Surpreendente seria o contrário.

Ambos são umbilicalmente ligados ao cartola e aos vários escândalos que o cercam.

Sanches, se avaliado com seriedade, seria passível de suspensão de direitos políticos por, no mínimo, dez anos, ou até expulsão do quadro de associados.

A definição do resultado da Comissão, porém, abre espaço para que associados possam recorrer à Justiça, já que esgotados os procedimentos internos na agremiação.

E as chances são boas.

Além do evidente favorecimento da Comissão ao cartola, existem fortes indícios de gestão temerária – para se falar o mínimo.

O processo é obrigatório pela necessidade de preservação do clube diante das punições previstas pelo PROFUT.

Num contexto de seriedade, a diretoria do Corinthians, sob as ordens do presidente Duílio ‘do Bingo’, deveria assinar a ação, principalmente porque seu departamento jurídico, desde alguns dias, trabalha em conjunto ao de compliance, que, por obrigação ética, teria que recomendar o procedimento.

Recomendará?

O compliance, por definição, é um departamento do clube, não da cartolagem de plantão.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: