Advertisements

Por que ainda se receita cloroquina?

Da FOLHA

Por HÉLIO SCHWARTSMAN

É grave para um médico contemporâneo desprezar ou não saber usar o método científico

Por que alguns médicos insistem em prescrever cloroquina contra a Covid? A resposta está numa das facetas mais surpreendentes da arquitetura cerebral humana: a razão não evoluiu para nos aproximar da verdade, mas para nos tornar persuasivos.

É contraintuitivo, mas faz sentido. Nas savanas africanas em que nossa espécie se desenvolveu, era raro encontrar um problema matemático de cuja solução nossas vidas dependessem. Decisões vitais mais corriqueiras, como fugir do predador, não são tomadas com recurso a raciocínios, mas a programas automatizados que executamos “sem pensar”. Já vencer um debate, isto é, tornar-se uma pessoa influente no grupo, traz vantagens, inclusive reprodutivas.

A consequência disso é que, ao contrário do que escreveu Aristóteles, entre nossos amigos e a verdade, normalmente ficamos com os amigos, em especial quando o custo de estar errado não é imediatamente evidente, como ocorre em tratamentos médicos (numa doença grave, o paciente pode morrer mesmo que receba os melhores cuidados).

Isso ajuda a esclarecer um mistério. Durante milhares de anos, do antigo Egito à América oitocentista, sangrar pacientes foi um dos principais tratamentos utilizados. Vítimas ilustres incluem George Washington e Mozart. Embora possamos conceber duas ou três afecções em que a redução da volemia é benéfica, não há dúvida de que as sangrias mataram muito mais gente do que salvaram. Mas os médicos não viam os cadáveres. Viam só os pacientes que melhoravam (e melhorariam mais rápido sem sangria) e atribuíam o sucesso ao procedimento, reafirmando sua lealdade à tradição médica.

A cloroquina é a sangria moderna. A diferença é que, nos dias de hoje, dispomos de um método científico que nos permite distinguir, ainda que meio grosseiramente, o que funciona do que não funciona. É grave para um médico contemporâneo desprezar ou não saber usar o método científico.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: