Advertisements

Gabigol e Léo Pereira

Rodolfo Landim

Léo Pereira faltou ao trabalho no Flamengo sob alegação de que estava ‘indisposto’.

Vídeos vazados na internet, que mostram o atleta, no dia anterior, em aglomeração numa irresponsável festa durante a pandemia não deixam dúvida de que ele falou a verdade.

Omitiu, porém, as causas da ‘indisposição’.

Qualquer clube de administração séria não pensaria duas vezes em demiti-lo, principalmente pelo fato de colocar-se em risco de morte e também a seus parceiros de equipe.

Porém, a ‘passada de pano’ no episódio Gabigol impedirá reprimendas maiores a episódios semelhantes.

Ao privilegiar um atleta o clube tornou-se refém dos outros.

O caso de Gabigol, vale a pena relembrar, foi ainda mais grave, porque, além de ‘festinha’, existia a participação em contravenção penal, razão pela qual o jogador utilizou-se de acordo com o MP-SP para não ser indiciado.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: