Advertisements

WTorre empurra gestão da Arena do Palmeiras em troca da dívida

Endividada até o pescoço, a WTorre tenta, há algum tempo, repassar a empresa Real Arenas para qualquer comprador que se dispuser a arcar com a milionária dívida gerada pela obra que resultou no estádio do Palmeiras.

De graça, ninguém está querendo.

O pepino é grande.

A construtora, até o momento, não quitou os boletos de seus credores, mas, em contrapartida, embolsou toda a receita que lhe cabia desde a inauguração.

Chegou até a tomar, indevidamente, percentual do Palmeiras, mas foi flagrada pelo clube que recuperou os ativos através de intermediação de arbitragem.

Ou seja, a WTorre levantou a Arena sem pagar nada (através de empréstimos e emissão de debentures), raspou o cofre e quer repassar o que sobrou a quem se habilitar.

Após o vazamento de uma das negociações de venda, com o fundo Vision Brazil, a empresa correu para negar, em entrevista, qualquer movimentação nesse sentido.

O Palmeiras, beneficiário, mas também solidário nos problemas, contratualmente falando, precisa acompanhar todo esse processo para, se necessário for, interferir, evitando que o futuro parceiro, com quem terá que conviver por décadas, não esteja desalinhado com promessas iniciais aprovadas quando da autorização do Conselho para assinatura da parceria.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: