Advertisements

O novo Rollo do Santos

Orlando Rollo

O Santos Futebol Clube acaba de descobrir nova herança da gestão Orlando Rollo, representante do baixo clero da polícia civil de São Paulo que, acobertado pela Maçonaria, infelicitou o clube na condição de presidente.

Em apenas três meses no cargo, o sujeito contratou um estuprador para jogar futebol e empossou um policial que extorquia e sequestrava traficantes como gestor de esportes olímpicos do Peixe.

Mas não parou por ai.

Tempos atrás, Paulo Henrique Carelli de Alcântara Evangelista, amigo pessoal e ‘motorista’ (na verdade, segurança) de Rollo, registrou Boletim de Ocorrência contra o Santos, na delegacia em que o ex-presidente alvinegro infelicitava.

A acusação era a de omissão da agremiação diante de suposto acidente de trabalho.

O caso era controverso, razão pela qual a 4ª Vara Trabalhista de Santos, local em que ação, pelo mesmo motivo, foi promovida contra o clube, negou liminar a Paulo Henrique, agendando audiência de conciliação para o próximo dia 03 março.

Entre as testemunhas de acusação, portanto, de defesa do funcionário, estava Orlando Rollo.

O ‘encontro’, porém, não mais acontecerá.

Rollo, em 15 de dezembro de 2020, com prazo para discussões na Justiça, antecipou-se e, na condição de Presidente do Santos, apesar de auxiliar a parte contrária no processo, numa canetada, resolveu a questão.

Paulo Henrique receberá R$ 25 mil em indenização.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: