Advertisements

Tinha mais gente do Corinthians envolvida nos rolos que levaram Roberto Andrade a ser acusado de ‘roubo’ pelo ex-sócio

Na última sexta-feira (25), o Blog do Paulinho revelou que o ex-presidente do Corinthians, Roberto Andrade, acusado de ‘roubar’, foi expulso da própria empresa pelo ex-sócio.

Os detalhes, com farta documentação comprobatória, podem ser conferidos no link a seguir:

Acusado de ‘roubar’, Roberto Andrade, ex-presidente do Corinthians, foi expulso da própria empresa

Ao menos dois personagens dos bastidores alvinegros não se surpreenderam com a notícia: o delegado Carmino Pepe, que concorre, neste ano, a vereador de São Paulo pelo PP, e o ex-conselheiro fiscal Marcio Antonio Augustinelli.

Em 29 de julho de 2011, quando Roberto Andrade era diretor de futebol do Corinthians, apenas cinco meses antes de assumir, interinamente, a presidência do clube, Ângela Cristina Lopes, apontada por Mauro Salerno, ex-sócio do cartola, como parceira de golpes do dirigente, foi indiciada, novamente, por estelionato.

O golpe apontado era o mesmo: vender carros da sede da ‘Nova Veículos’, mesmo sem ser funcionária, embolsando o dinheiro do cliente e, segundo denúncias, repassando parte do auferido a seus cúmplices na empresa.

Andrade é acusado por Salerno de fazer parte do esquema.

Carmino Pepe

O delegado que indiciou a estelionatária, então titular do 52º DP, e, portanto, com livre acesso a depoimentos e documentos do caso, foi Carmino Pepe, que, no Parque São Jorge, refere-se ao ex-presidente do Corinthians como ‘grande amigo’.

De fato, comprovou ser, conforme explicaremos na sequência.

Em 06 de novembro de 2013, a Justiça aceitou a queixa contra Ângela Cristina Lopes:

A ‘Nova Veículos’ foi citada, através de seu administrador, Roberto Andrade, em 28 de janeiro de 2014.

Dois dias depois, o ex-presidente do Corinthians contratou o escritório de Carmino Pepe, justamente o delegado responsável pelo inquérito, para defendê-lo.

Obviamente, a procuração foi assinada por parentes.

No mesmo ano Pepe era representante da Comissão de Ética do Corinthians.

Aliás, o escritório do delegado defendeu a ‘Nova Veículos’, com aval de Andrade, em diversas outras ações, boa parte delas ligadas aos golpes contados nas recentes matérias do Blog do Paulinho.

Abaixo uma procuração datada de 2016, período em que Roberto ocupava a cadeira, desta vez eleito, de presidente do Corinthians.

O agradecimento do cartola, não apenas pela disposição de Pepe em ser, ao mesmo tempo, acusador e defensor de seus problemas, mas também de silenciar sobre isso no Corinthians, foi tão grande que o delegado recebeu, em meio a isso, um ‘mimo’ assinado pelo mandatário alvinegro.

Marcio Antonio Augustinelli
Marcio Antonio Augustinelli

Em 27 de março de 2014, Marcio Antonio Augustinelli, funcionário da ‘Nova Veículos’, foi indicado por Roberto na condição de testemunha do processo.

Prestou depoimento no dia 04 de setembro, ocasião em que sustentou a versão de que a loja era apenas ‘vítima’ da estelionatária.

Sabe-se, há algum tempo, que a história não é verdadeira.

Este foi apenas um, entre diversos processos em que a ‘Nova Veículos’ utilizou-se da mesma testemunha para se defender.

Abaixo, temos outro exemplo, anterior, datado de 2013.

proessso nova 2

Pelos serviços prestados, em fevereiro de 2015, Augustinelli, apesar de funcionário de Roberto, assumiu o cargo de Conselheiro Fiscal do Corinthians, responsável pela averiguação das contas de gestão de seu patrão, que era, à ocasião, presidente alvinegro.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: