Advertisements

O estranho acordo entre Corinthians e EA Sports

Andres Sanches, Roberto “da Nova” Andrade e Mario Gobbi

A gigante EA Sports, responsável pelo ‘FIFA Soccer’, um dos jogos de videogame mais vendidos do planeta, utilizou-se da marca ‘Corinthians’, de 2010 a 2013, sem nenhuma formalização contratual, muito menos pagamento.

Pelo menos, oficialmente, aos caixas do clube.

O acordo, no papel, somente foi assinado no dia 08 de julho de 2013, pelo presidente Mario Gobbi com anuência de Caio Campos, funcionário de Luis Paulo Rosenberg.

Apesar da flagrante ilegalidade, o Corinthians, de maneira estranha, não só abriu mão de cobrar qualquer multa – como frequentemente o faz com as demais empresas que utilizam sua marca sem consentimento – como cobrou irrisórios R$ 60 mil, em parcela única, pelos três anos de inadimplência.

Ou seja, R$ 20 mil por cada período.

Inexpressivos R$ 1,6 mil mensais.

Trata-se de enorme contraste com o lucro obtido pela EA Sports com a venda dos jogos, que aproxima-se de R$ 1 bilhão.

Deve existir alguma justificativa, ainda não prestada, pelos três presidentes, Andres, Gobbi e Andrade, que permitiram a operação em meio a seus períodos de gestão, e para tratamento tão dócil, e barato, na formalização de parceria com a empresa americana.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: