Advertisements

Corinthians terá que pagar R$ 22 milhões por utilização ilegal de terreno às portas do Parque São Jorge

Em 2010, a Justiça decidiu pela reintegração de posse ao Município de São Paulo de área localizada à frente do Parque São Jorge, que era utilizada pelo Corinthians como estacionamento.

Na ação, a Prefeitura comprovou que a diretoria alvinegra, de maneira ilícita, auferia lucro, não apenas cobrando dinheiro de associados do clube para guardar seus veículos, como também sublocando o espaço para diversos terceiros, entre os quais uma Universidade ligada a conselheiro.

Os termos de cessão do terreno eram claros em especificar que o espaço deveria ser disponibilizado gratuitamente à população, incluídos os associados do Timão.

Após diversos recursos impetrados, seguiu-se a retomada do imóvel pela municipalidade, faltando, porém, definir os valores que o Corinthians, por conta do desrespeito às determinações, deveria ressarcir, cobrados como aluguéis do imóvel.

Estabeleceu-se, após trabalho de perito, que o aluguel (tomando como base outubro de 2019) seria avaliado em R$ 265,8 mil mensais, e que o valor total da dívida alvinegra, referentes à utilização do espaço entre 07/05/2009 e 05/06/2015, é de R$ 19,4 milhões.

Além disso, o Corinthians terá que pagar mais 10% de honorários advocatícios (R$ 1,9 milhões), somados às demais custas processuais.

Quase R$ 22 milhões no total.

Assim que citado, o Timão receberá prazo de 15 dias para quitar a obrigação.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “Corinthians terá que pagar R$ 22 milhões por utilização ilegal de terreno às portas do Parque São Jorge”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: