Advertisements

Só restou a CBN

É triste presenciar o fim das operações da rádio Globo no estado de São Paulo após tantos anos de história.

Trata-se de evidente resultado final de gestão incompetente.

Nenhuma outro veículo possuí marca tão relevante no meio da comunicação radiofônica.

O nome ‘Globo’ vende-se por si.

Basta verificar o avanço contínuo de audiência da TV Globo (apesar da relevante concorrência doutras mídias, antes inexistentes) e da plataforma ‘Globoplay’, que concorre com as gigantes Netflix e Amazon para notar que o diferencial do sucesso sempre será a qualidade da programação.

Há tempos a rádio Globo tinha nome, equipamentos, sede bem montada, mas pecava em relevância e criatividade.

Sobrou apenas a CBN no ar, que, se não possui a mesma audiência de muitas, sobrevive exatamente pelo padrão de qualidade.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: