Advertisements

Louco à solta em Brasília

Da FOLHA

Por RUY CASTRO

Se você acha que já leu esse diagnóstico em algum lugar, acertou

Suponha que Jair Bolsonaro, espumando e em camisa de força, seja submetido a um exame psiquiátrico. O resultado poderá ser Transtorno Delirante Persistente, síndrome que inclui alucinações, sensação de perseguição e desconexão com a realidade. O paciente rejeita medicamentos, não admite que está doente e diz que não precisa de ajuda.

Você identificou Bolsonaro em cada item desse diagnóstico. O Transtorno Delirante se manifesta nas alucinações em que ele se vê praticando um autogolpe, fechando o Congresso e o STF e se entronizando como um ditador sustentado pelos militares. O delírio o faz acreditar que a insignificante manada de apoiadores, reunida diante do Planalto para ofender seus adversários e os demais Poderes, representa “o povo brasileiro”. Ao juntar-se a eles, Bolsonaro oficializa as ofensas e, ao invocar as Forças Armadas, torna-as cúmplices de suas alucinações.

Vejamos a sensação de perseguição. Bolsonaro vive em permanente estado de terror contra inimigos que só ele enxerga e que, se não existirem, precisam ser criados, até mesmo entre os aliados –porque é disso que ele se alimenta. Os agentes dessa perseguição são todos os que, ao seu lado, ousam ganhar um mínimo de luz própria ou deixam de servi-lo nos níveis inatingíveis que exige dos subordinados.

A desconexão com a realidade também é flagrante. Bolsonaro é o último pitecantropo vivo a enxergar comunistas em toda parte. Nem seu herói Donald Trump acredita mais nisso.

Se o primeiro parágrafo desta coluna lhe pareceu familiar —como se você já o tivesse lido em algum lugar—, acertou. Trata-se do diagnóstico dos dois laudos médicos oficiais das equipes que examinaram Adélio Bispo, o portador de insanidade mental que esfaqueou Bolsonaro em Juiz de Fora, em 2018. Adélio foi internado numa penitenciária federal em Campo Grande (MS). Mas Bolsonaro está à solta em Brasília.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “Louco à solta em Brasília”

  1. Ditadura Militar louca e criminosa, uma vez instaurada, ela pode confundir um inocente com um comunista e depois torturar até a morte. Essa é a meda que o brasileiro ignorante nos arrumou. E agora, quem vai limpar essa meda?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: