Advertisements

Andres Sanches segue falando em renúncia no Corinthians

Olivério Junior e Andres Sanches

Crescem, nos bastidores do Corinthians, rumores de que o presidente Andres Sanches poderia renunciar a seu mandato, ainda no primeiro semestre.

A história teve inicio na virada do ano, fomentada pelo próprio, em conversas com amigos.

O assunto foi revelado pelo blog de Juca Kfouri.

Fala-se, também, que na mesma data do possível ‘adeus’, o cartola alvinegro apresentaria o que seria tratado como a quitação das dívidas do clube com o estádio de Itaquera.

Em verdade, o que Sanches tem em mãos, até o momento, está bem longe disso.

Circula, entre os correligionários do cartola, um documento que comprovaria o pagamento integral da pendência com a Odebrecht, responsável pelas obras do estádio do Itaquera.

Paulo Garcia, que se diz ‘opositor, mas na verdade é co-gestor, estaria com uma das cópias.

O que existe, por conta do noticiado repasse de CIDs (mais de R$ 500 milhões, incluídas emissões subsequentes), é o pagamento parcial, não total como se quer vender, da pendência.

Quita-se a construtora (como noticiado, à época, pelo Blog do Paulinho), mas omite-se outros R$ 400 milhões em debentures, devidos à OPI, que é controlada pela Odebrecht.

Os valores estão sub-judice, por conta da recuperação judicial da empresa, e podem até vir a ser parcelados no futuro, mas, evidentemente, terão que ser honrados.

Outra conversa criada por Sanches para embasar sua auto-propalada renúncia seria a apresentação de um novo acordo com a CAIXA.

As especulação dão conta de que as obrigações atrasadas seriam jogadas para o final do contrato, com as devidas, e caras, correções monetárias.

O Corinthians passaria, então, a pagar as parcelas, com promessa de não atrasá-las, daqui por diante.

Mesmo que a CAIXA, sem muitas opções de execução, venha a aceitar, não há lógica em acreditar que a ampliação do número de parcelas, dos juros e o prazo final de quitação seja, de fato, bom negócio ao alvinegro.

Aliás, tudo indica que não.

Boato ou verdade, ainda não se sabe.

Sanches tem fama de mitômano e, desde 2007, quando assumiu o poder no Parque São Jorge, insinuou a tal renúncia em diversas ocasiões.

Ainda assim, o assunto está sendo discutido e tem influenciado a movimentação política alvinegra, com algumas possíveis candidatos à presidência, desde já, preparando-se para eventuais novidades, que poderiam antecipar as eleições do Timão, previstas, inicialmente, para o final de 2020.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “Andres Sanches segue falando em renúncia no Corinthians”

  1. ESSE ESPANHOL MAFIOSO DA VILA DOS REMEDIO MENTE DEMAIS. O MESMO QUE DISSE DEPOIS DA PRIMEIRA VEZ QUE FOI PRESIDENTE NAO IA VOLTAR MAIS. O MESMO QUE DISSE QUE IA RENUNCIAR DE DEPUTADO PRA SE DEDICAR SÓ AO CLUBE. O MESMO QUE DISSE QUE IA PAGAR A ARENA NA METADE DO PRAZO. O MESMO QUE DISSE QUE EM 6 ANOS O CLUBE IA SER GIGANTE,QUE METADE DO TIME IA SER DA BASE. ESSE SUJEITO MENTE E VOCE SABE DISSO. SE TA FALANDO QUE VAI RENUNCIA É QUE TA SE FAZENDO DE VITIMA PRA VER A REAÇÃO DAS PESSOA. ESSE ESPANHOL MAFIOSO NÃO VALE NADA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: