Advertisements

MP-SP pede execução de R$ 12 milhões do Corinthians por contrapartidas não comprovadas do estádio de Itaquera

Eduardo Gaguinho e Andres Sanches

Na virada do ano, venceu o prazo para que o Corinthians comprovasse a realização de R$ 12 milhões em contrapartidas que viabilizaram as autorizações para construção do estádio de Itaquera.

O acordo foi firmado com o MP-SP.

Estranhamente, o clube não apresentou as documentações exigidas.

Por conta disso, a promotoria protocolou ação de execução da pendência, que deverá ser quitada à vista, sob risco de penhora de bens e interdição da Arena.

A Justiça, nos próximos dias, deverá se manisfestar sobre o assunto.

Trata-se de um caso a ser bem explicado pela diretoria do Corinthians a seu Conselho Deliberativo.

Houve, de fato, a construção de uma creche na Zona Leste de São Paulo, à cargo de uma empreiteira ligada ao atual diretor adjunto de futebol, Eduardo ‘Gaguinho’ Ferreira, que teria custado R$ 8 milhões aos cofres alvinegros.

Pelo menos é o que a defesa do clube tem alegado na Justiça.

Em sendo verdade, algumas questões precisam ser respondidas:

  • Por que a documentação que identificaria a relação pagamento/custo real da obra não foi apresentada à Justiça?
  • Se custou R$ 8 milhões e não existe a comprovação, quem devolverá o dinheiro ao Corinthians?
  • Por que o clube não processou ou denunciou a empresa, que lhe ocasionou tamanho prejuízo (financeiro e moral)?

A conta, somando-se os R$ 8 milhões aos R$ 12 milhões a serem executados, atinge R$ 20 milhões.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: