Advertisements
Anúncios

O Palmeiras de Leila, Luxemburgo e Serdan

Se 2019 foi marcado pelo Palmeiras do fracasso esportivo, dos rolos de Mattos e da subserviência de Galiotte, o que se desenha, daqui por diante, parece ser ainda pior.

O futuro, tudo indica, será de Leila, Luxemburgo e Serdan.

A presidente, que hoje é ‘de fato’, mas amanhã, amparada num volume irreal de dinheiro, será ‘de direito’, representará tudo o que a coletividade alviverde discursa abominar.

Abomina ?

A entrada no Conselho sob fraude orquestrada por Mustafá Contursi (atraiçoado após a ‘colaboração’), os supostos rolos nos EUA que levaram a família a ter aeronave confiscada, as acusações de assédio moral e ameaças a uma idosa que prestava serviços na Crefisa (que empresta dinheiro a 23% ao mês), a possível fraude na compra da FAM, o escritório ‘do boleto’, frequentando por conselheiros palestrinos, entre diversos problemas, inserem no futuro do Palmeiras o passado suspeito de sua futura administradora.

Leila trabalhou para trazer Luxemburgo de volta ao Verdão, assim como, logo que empossada, deverá cumprir promessa de destinar a gestão das categorias de base ao deplorável presidente ‘de honra’ da Mancha Verde, Paulo Serdan, de quem é extremamente próxima.

É esse o Palmeiras que o palmeirense deseja para o futuro?

Digamos que, por obra do acaso, do dinheiro e sabe-se lá o que mais, o clube entre numa improvável maré de conquistas, ainda assim, valerá á pena?

Casas e prédios de aparência bem melhores sucumbiram diante de alicerces apodrecidos.

Luxa é o retrato da malandragem de bastidores no futebol, do paga e devolve, do escalo ‘se’… sem constrangimento de ‘assessorar-se’ ou ocultar-se, de maneira amplamente conhecida, quase sempre no nome do ex-jogador Fabiano ou nas Notas Fiscais de Marcio da Kelme.

Serdan representa a escrotidão levada ao extremo da incapacidade humana de ser decente.

O quadro é claro, sombrio e prestes a ser concretizado.

A dúvida: o que fazer para impedi-lo?

Ainda há tempo para que os conselheiros do Palmeiras, inclusive os que ‘acertaram-se’, mudarem de rumo e deixarem o clube em mãos, se não transparentes como deveriam, ao menos controláveis, não tão ávidas pelas possibilidades geradas, à título pessoal, pelos coletivos negócios do futebol.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: