Advertisements

Lula, 24 horas depois

Logo após deixar a prisão, o ex-presidente Lula, ainda sob efeito de sentimentos imensuráveis, discursou para a população, com evidente exagero de tom.

As palavras devem ser consideradas no contexto de quem precisava desabafar após um ano e meio encarcerado, sem que houvesse esgotados todos os recursos judiciais, em grave desrespeito à Constituição.

Qualquer avaliação diferente é desarrazoada, contaminada pela política, quando não por maldade.

É óbvio que Lula não deveria ter discursado nas primeira 24 horas de soltura, em que o raciocínio flutua entre cérebro e fígado.

Mas como impedi-lo, diante de tamanha necessidade de expor a justa indignação ?

A questão é o que virá daqui por diante.

O ex-presidente precisa escolher se quer fazer oposição com inteligência ou descer ao nível miliciano de discussão.

A briga na lama com um adversário relevante é tudo o que Bolsonaro precisa para que sua rede de ‘fake-news’ consiga esconder a triste realidade de seu Governo.

Advertisements

Facebook Comments

2 comentários em “Lula, 24 horas depois”

  1. Até 1 ano atrás, o dono do blog criticava o Lula.. em 2019 tudo mudou… realmente a lavagem no cérebro foi bem feita

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: