Advertisements

A retratação de Bruna Drews a José Luiz Datena – parte 2

No último final de semana, o Blog do Paulinho revelou estar desconfiado das razões que levaram a repórter Bruna Drews a retratar-se após acusar o apresentador José Luiz Datena de assédio.

Suspeitamos de intimidação, entre outras coisas.

Vale a pena ler o texto completo, clicando no link a seguir:

A retratação de Bruna Drews a José Luiz Datena

Parece que estávamos com a razão.

Muitas retratações são firmadas na Justiça não porque exista arrependimento de quem se compôs com a outra parte, mas pelo fato de, muitas vezes, a briga ser desproporcional, obrigando quem está com a razão a evitar danos maiores.

Leia abaixo o que disse Bruna Drews, ontem, em sua conta de Instagram, e tire suas conclusões:


Carta aberta a quem interessar :

Eu não menti. Fui induzida e mal orientada a assinar um documento que não condiz com a realidade .

A verdade é que meu processo de assédio sexual contra o apresentador inexplicavelmente foi arquivado. Não houve investigação policial, meu depoimento não foi colhido e nenhuma testemunha foi ouvida. A justiça não me permitiu brigar pelos meus direitos.

A situação se inverteu e acabei processada por calúnia e difamação, mas não tinha condições psicológicas e financeiras para encarar mais esta briga. Fui induzida a fazer um acordo.

No entanto, não estava totalmente consciente das consequências cíveis e criminais de declarar fatos que não aconteceram; somente o fiz porque pensei que assim se encerrariam todos os processos.

Os fatos aconteceram como eu havia declarado inicialmente mas a outra parte envolvida conseguiu reverter inexplicavelmente a situação.

Assinei tal carta na intenção de recuperar a minha saúde física e mental e enterrar o ocorrido.

Ontem em uma reunião com meus familiares, que sofrem junto comigo todos os reflexos do ocorrido, decidimos não fugir da luta e acreditar que em algum momento a justiça será feita.

Mais uma vez digo: EU NÃO MENTI.

Mulheres que passaram por isso sabem como é difícil encarar essa briga e vence-la.

Por último , quero deixar claro que não recebi nenhuma compensação financeira para cometer o ato errôneo de assinar a tal carta. Sigo com a minha moral e integridade intactas.

Minha consciência está tranquila. Tudo o que eu mais quero é me livrar de uma situação que estava acabando com a minha saúde.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: