Advertisements

Coluna do Fiori

fiori - dicunto

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.brEmail:caminhodasideias@superig.com.br

apito limpo

“Nunca lute com um porco. Você ficará sujo e o porco gosta”

George Bernard Shaw – foi dramaturgo e romancista irlandês

—————————————————-

Justiça ordena que eleição SAFESP seja realizada em 30 dias a contar do dia 28/06/2019

Conforme postagens precedentes a juíza tinha 03 opções a seguir: anular e determinar novo edital convocatório, aceitar regulamento 2003 ou 2004; não deu outra, determinou nova eleição com as duas chapas devidamente oficializadas

Advirto

Sobretudo aos covardes fofoqueiros que distorcem meus conceitos, que prossigo independente e defensor que o árbitro não deve procurar apadrinhamento de quem quer que seja, vez que:

Quem pede! Adéqua. Quem atende! Mira contrapartida

———————————————————-

Copa América 2019 – Ultima rodada da fase classificatória e Quartas de Final

Sábado desvirtuados de

Peru 0 x 5 Brasil

Árbitro: Fernando Rapallini (FIFA-ARG)

VAR

Andres Rojas ( FIFA-COL)

Item Técnico

Poucas deficiências, acertando na marcação da penalidade máxima sofrida por Gabriel, cometida por Gallese, goleiro peruano

– cobrada por Gabriel defendida pelo goleiro

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 02 para peruanos e 02 para brasileiros

Segunda Feira 24/06

Chile 0 x 1 Uruguai

Árbitro: Raphael Claus (FIFA-BRA)

VAR

Wilton Sampaio (FIFA-BRA)

Item Técnico

No todo cometeu poucos erros, dentre estes:

– a inexistente falta marcada pouco antes do término da refrega quando da disputa normal entre o goleiro uruguaio e oponente

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: Giovanni González (Uruguai)

Vaselina

Apesar de ter marcado a violenta e maldosa sofrida pelo uruguaio Cavani, na cara dura, se fez de migué, jogo seguiu

Diz a regra 12

Praticante de conduta violenta deve ser expulso do campo quando atinge oponente, companheiro, um oficial de arbitragem ou espectador que penetra no campo de jogo;

Concluo

Afora de não ter acatado a lei do jogo quando do grave pontapé sofrido por Cavani,

– Rafael Claus robusteceu que é um dos seguidores do abjeto politicamente correto por não ter expulsado o chileno Gonzalo Jara no instante que deu violento chute na perna do espectador que invadiu o campo

Seleções classificadas para Quartas de Final

Brasil, Paraguai, Argentina, Chile, Colômbia, Venezuela e Uruguai

Quartas de Final – Copa América 2019

Quinta Feira 27/06

Brasil 0 x 0 Paraguai – resultado final no tempo normal

Disputa decidida nas penalidades máxima

Brasil 4 x 3 Paraguai

Árbitro: Roberto Tobar (FIFA-CHI)

VAR

Julio Bascuñán (FIFA-CHI)

Item Técnico

Ocorreram duas situações merecedoras de reparo:

1ª – Marcou falta cometida pelo paraguaio Balbuena no brasileiro Firmino pouco antes da linha da grande área;

Todavia

Errou por estar distante e encoberto pelo costado dos disputantes apontando a marca da cal

VAR

Avisou falta ocorreu fora da área

Monitor

Foi até o monitor, demorando em decidir que ocorreu fora da área

2ª – No lance que Artur defensor brasileiro na disputa pela bola deu cotovelada no oponente Derlis González;

– árbitro não marcou falta, jogo seguiu, na primeira oportunidade,

VAR

Precaveu do ocorrido, caminhou até monitor, viu e reviu, voltou a campo, acertando ao advertir Artur

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 03 para brasileiros e 03 para paraguaios

Sexta Feira 28/06

Venezuela 0 x 2 Argentina (16hs)

Árbitro: Wilmar Roldán (FIFA-COL)

VAR

Andres Rojas (FIFA-COL)

Item Técnico

Ouviu o VAR e corretamente: não entrou no barulho do argentino Messi no lance que pediu pênalti alegando que a redonda bateu na mão de um oponente

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 04 para venezuelanos e 03 para argentinos

Colômbia 0 x 0 Chile (20hs) tempo normal

Na decisão por penalidades máximas

Colômbia 4 x 5 Chile

Árbitro: Néstor Pitana (FIFA-ARG)

VAR

Fernando Rapallini (FIFA-ARG)

Item Técnico

Após ouvir VAR marcou irregularidade nos lances chilenos findados no fundo da rede colombiana:

1º – do chileno recebeu a redonda e a tocou para consorte cruzar para Aránguiz finalizar

2º – Quando da batida da bola na mão do chileno Maripán, sobrando para consorte Arturo Vidal finalizar

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 03 para colombianos e 03 para chilenos

Neste sábado 29/06 às 16hs teremos a contenda

Uruguai x Peru

Árbitro: Wilton Sampaio (FIFA-BRA)

VAR

Patricio Loustau (FIFA-ARG)

Comunicação

Partida final da Copa América ocorrera no domingo 07/07 a coluna subsequente será publicada na segunda feira 08/07

———————————————————–

Política

Mundo de treva

“Todos, se possível, gostariam de voltar a roubar em paz. Mas não será fácil”

O que você pode esperar de um país em que pelo menos um em cada três membros do Congresso Nacional (algumas contas, mais pessimistas, estimam que o total possa passar dos 40%) responde a algum tipo de processo criminal perante a Justiça — um caso sem similar no resto do planeta? Isso é só uma parte do problema. Roubava-se tanto na Odebrecht, nos governos dos ex-­presidentes Lula e Dilma Rous­seff, que a empresa achou necessário criar um departamento inteiro destinado unicamente a cuidar da corrupção de políticos e peixes graúdos da administração pública — com diretores, gerentes, secretárias, sistemas de TI e tudo o mais que se precisa para tocar um negócio de prioridade máxima. Não é apenas o Congresso. Há, nesse mundo de treva, o resto dos políticos — no nível federal, nos estados e municípios. Há também outras empreiteiras de obras, empresários escroques, bancos com problemas junto a delatores e mais um montão de gente. Só se pode esperar disso tudo, na verdade, uma coisa: os mais extraordinários esforços, por parte dos criminosos, para manter as coisas o mais próximo possível da situação em que sempre estiveram.

Até uma criança com 10 anos de idade percebe que ninguém, aí, quer ir para a cadeia. Todos, se pudessem, gostariam de voltar a roubar em paz. E sabem, é claro, que não vai ser fácil. Juridicamente não existe a menor possibilidade de “zerar tudo” — quer dizer, anular os processos por corrupção já decididos ou em andamento na Justiça, ou eliminar as provas materiais colhidas contra condenados, réus à espera de sentença e suspeitos de ações futuras. Que diabo se faz, por exemplo, com as confissões que foram colocadas no papel? E com as “delações premiadas” ora em andamento? Também não é possível, simplesmente, fazer com que se evaporem os resultados físicos dos procedimentos judiciais de combate à corrupção já executados até agora. Em números redondos, são cerca de 250 condenações, num total superior a 2 000 anos de prisão. Mais de 150 criminosos de primeira linha foram para a cadeia. Bilhões de reais foram devolvidos ao Tesouro Nacional. Para ficar no caso mais vistoso: o ex-presidente Lula, após apresentar mais de 100 recursos de todos os tipos, já está condenado em terceira instância — julgado, até agora, por 21 juízes (possivelmente não exista na história do direito penal brasileiro outro caso em que o direito de defesa tenha sido tão utilizado por um réu).

É um problema e tanto. Na impossibilidade de sumir com o passado, o esforço, agora, é para armar um futuro menos complicado para todos. Uma das esperanças mais caras do mundo político em geral é que prevaleça, uma vez mais, o ponto de vista dominante na elite brasileira — que, como sabemos, tem um código moral perfeito, mas gosta muito mais do código que da moral. Essa elite, ou as classes que definem a virtude nacional, está tentando construir uma espécie de trégua — a trégua que for possível, baseada em decisões que de alguma forma possam ser vinculadas à interpretação das leis. Segundo os devotos do código, talvez seja uma pena para a visão comum que se tem da ideia de justiça — mas se a majestade da lei exigir que a moral vá para o diabo que a carregue, paciência. Como tem objeções à vacina, há gente que acaba, na prática, ficando a favor da bactéria.

É positivo anotar, de qualquer forma, que o roubo do Erário, no Brasil de hoje, está mais difícil do que jamais foi ao longo de seus 500 anos de existência. Em consequência da ação da Justiça, jamais foi tão arriscado ser corrupto como no Brasil de hoje — e jamais os corruptos tiveram tanto medo de agir como têm agora. Talvez nada mostre melhor a calamidade que impuseram ao país que o pedido de recuperação judicial da própria Odebrecht, aceito na semana passada — após a destruição, em cinco anos, de quase 130 000 empregos na empresa campeã de corrupção nos governos de Lula e Dilma. No setor de obras públicas como um todo, incluindo o restante das empresas envolvidas em atividades criminosas, há estimativas de que até 600 000 empregos tenham sido perdidos em todo o Brasil desde que o aparato da ladroagem começou a ruir. Quem é culpado: os presidentes que roubaram, ou deixaram roubar, ou o sistema judicial que puniu o roubo?

Autoria do jornalista: J.R. Guzzo – Publicado na edição 2640 da VEJA

———————————————————

Finalizando

Chega de punição para jornalistas como caso do Paulinho do Blog que não curvam seus corpos e expõe verdades sobre corruptos, corruptores e coniventes alojados nos setores públicos e privado deste sofrido Brasil, brasileiro

———————————————————

Se liga São Paulo

Acorda Brasil

SP-29/06/2019

Confira abaixo o programa “COLUNA DO FIORI”, desta semana, que foi ao ar em nosso canal do YouTube.

Nele, o ex-árbitro comenta assuntos, por vezes, distintos do que são colocados nesta versão escrita:

*A coluna é também publicada na pagina http://esporteformigoni.blogspot.com

*Não serão liberados comentários na Coluna do Fiori devido a ataques gratuitos e pessoais de gente que se sente incomodada com as verdades colocadas pelo colunista, e sequer possuem coragem de se identificar, embora saibamos bem a quais grupos representam.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: