Advertisements
Anúncios

A farra no futebol do Fluminense expande ramificações

Kia Joorabchian e Paulo Angioni

Recentemente, o Fluminense incorporou ao seu comando de futebol o desfrutável Paulo Angioni, ex-MSI e Parmalat, com suspeitas que renderam, inclusive, acusações criminais graves, incorporadas a seu extenso currículo.

Não por acaso, o clube passou a transacionar, no profissional, base e até no sub-23, atletas com o Corinthians, quintal de Kia Joorabchian, patrão desmentido, mas notório do cartola.

Há menos de um mês, Marcel Giannecchini, que há sete anos era responsável pela base do tricolor, pediu demissão para trabalhar, oficialmente, como empresário de jogadores, função que, a bem da verdade, sempre exerceu, clandestinamente, na Laranjeiras.

Tratou-se, em verdade, de ajuste para que Angione pudesse colocar no Mercosul alguém mais alinhado com seus parceiros.

Giannecchini incorporou-se a um grupo de agentes radicados no Uruguai, todos ligados a Joorabchian, e já levou consigo um zagueiro sub-17, retirado de Xerém.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: