Advertisements

A promiscua relação entre Neymar e Jair Bolsonaro

Ontem (17), Neymar pai, a voz da consciência do filho, jogador da Seleção Brasileira, obteve o privilégio de encontrar-se com o presidente da República, Jair Bolsonaro, e também com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, além do Secretário da Receita Federal, Marcos Cintra.

Tratava-se de lobby para resolver pendência de Neymar (filho) com o Fisco, que ultrapassa R$ 200 milhões (R$ 68 milhões, acrescidos das devidas multas).

O Governo alegou tratar-se de procedimento normal, embora seja pouco provável que a maioria dos brasileiros, nessa situação, seja recebido da mesma maneira.

No caso de Neymar, o privilégio e o cheiro ruim da promiscuidade acentuam-se quando observamos que, semana passada, o jogador do PSG, ao lado de seu agenciado, Gabriel Medina, gravaram vídeo de apoio à visita de Bolsonaro a Israel.

Os alardeados combates à corrupção e aos favorecimentos, pregados por Bolsonaro em campanha, a cada dia demonstram ser o que de fato eram: bravatas populistas, sem verdade, com objetivo único de iludir quem, assim como os que enxergam “Deus” em Edir Macedo, transformam milicianos em mitos, sem se dar conta (alguns) da própria ingenuidade.

Evidentemente não é o caso dos “Neymar”, pai e filho, que já deram mostras diversas, assim como outros que se escoram no Governo, de esperteza demasiada.

Advertisements

Facebook Comments

2 comentários em “A promiscua relação entre Neymar e Jair Bolsonaro”

  1. Sem novidade. Por serem evangélicos as partes fizeram tudo em nome Jesus sem o avisar.O povo que se foda. Acorda Brasilllllllll

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: