Advertisements
Anúncios

Rosenberg segue mandando no marketing, na Arena de Itaquera e nas finanças do Corinthians, mesmo sem cargo

Alex Watanabe, Caio Campos, Andres Sanches e Luis Paulo Rosenberg em confraternização da SPR – julho de 2017

Em acordo para viabilizar a aprovação das contas do exercício 2018, o presidente do Corinthians, Andres Sanches, “cedeu” à pressão de grupos opositores (em especial os liderados pelo empresário Paulo Garcia), entregando a cabeça de seu aliado, o ex-primeiro ministro Luis Paulo Rosenberg, em midiática “bandeja de prata”.

Tratava-se, porém, de um embuste, ou “passa moleque” na linguagem popular.

Apesar da ausência física, Rosenberg segue dando as cartas no departamento de marketing, na gestão do estádio de Itaquera e também nas finanças do alvinegro.

Dois de seus aliados, desde 2007 no Parque São Jorge, que acabaram a ele associando-se, inclusive, em prestadoras de serviços do clube, como a Poá Textil/SPR, seguem empregados em setores estratégicos do clube.

Alex Watanabe, no marketing, e Caio Campos, como CEO do estádio.

Sem contar Matias Ávila, no departamento financeiro.

Ou seja, neste recente arranjo, o sempre esperto Andres Sanches retirou os holofotes e a pressão dos ombros de Rosenberg, mas não o poder, nem as possibilidades diversas de negócios gerados e sob o controle de seus notórios parceiros comerciais.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: