Advertisements

São Paulo erra novamente, antes, durante e após a demissão de Jardine

Logo após o vexame da eliminação na Copa Libertadores diante do inexpressivo Talleres, esperava-se que o São Paulo, apesar do desespero, conseguisse se comportar com um mínimo de bom senso.

O quadro mais próximo da correção seria a demissão de Jardine, e a entrega, em solidariedade, do cargo de diretor de futebol pelo ídolo Raí, responsável por bancar o profissional quando todos eram contrários à experiência.

Somente o trivial aconteceu, com o afastamento do treinador.

Horas antes do jogo com os argentinos, em clara traição a Jardine, Raí, na vala comum dos cartolas, da qual esperávamos, não frequentaria, já havia acertado-se com Cuca.

Aliás, os erros, dai por diante, sucederam-se.

Raí reuniu-se com a facção Independente – o segundo encontro no espaço duma semana, para pedir a benção ao nome do novo treinador, comportamento subserviente a marginais que sequer deveriam adentrar no ambiente profissional do Morumbi.

A própria contratação de Cuca, em si, é aposta arriscadíssima, baseada no passado do profissional dentro do clube, não em seu histórico recente de fracassos e polêmicas, sem contar o nítido despreparo diante das inovações táticas que norteiam o futebol mundial.

Pior ainda é a utilização de Vagner Mancini, agente de jogadores, travestido de diretor, na função de interino até que Cuca reúna condições físicas de trabalhar.

Vale lembrar que Mancini, há 40 dias, negou “sob qualquer hipótese” assumir a equipe profissional.

Em período que o São Paulo deveria estar preocupado em treinar para escapar do rebaixamento no Brasileirão (muito mais provável do que qualquer sonho de conquistas), definindo elenco e esquema tático, o time estará jogado nas mãos de quem não treinará o clube nos meses subsequentes e, talvez, possa até atrapalhar, se priorizar o negócios em detrimento da agremiação.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “São Paulo erra novamente, antes, durante e após a demissão de Jardine”

  1. dentre os disponíveis,o cuca era o ideal mesmo. experiente, monta equipes, time convence,ganhou títulos importantes…o planejamento não está errado pq o sp só tem o Paulistânia até abril,período q cuca deve estar recuperado

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: