Advertisements

Corinthians deve apenas R$ 91,8 milhões à Odebrecht, mas calotes no Arena Fundo e na CAIXA persistem

Informe mensal protocolado ainda pela BRL TRUST na CVM (Comissão de Valores Mobiliários), detalhando movimentação do “Arena Fundo”, gestor financeiro do estádio de Itaquera, indica grande redução da dívida do Corinthians com a Odebrecht, de R$ 290,1 milhões para R$ 91,8 milhões.

A diferença foi de R$ 198,3 milhões.

É a primeira vez que os repasses de CIDs para outras empresas, ocorrido em larga escala nos meses de dezembro e janeiro, influenciaram decisivamente na redução da pendência.

Porém, apesar do Fundo estar pagando a construtora, o Timão deixou de honrar R$ 29,6 milhões (acréscimo de R$ 900 mil) em repasse dos valores de ingressos (conforme previsão contratual), o que, evidentemente, implicará em juros de mercado sobre o empréstimo.

Ou seja, o clube, novamente, estaria embolsando, indevidamente, recursos do estádio que deveriam ser utilizados para amortizar a pendência com a construtora.

A dívida pode até ser maior, porque, contratualmente, todas as receitas da Arena devem ser depositadas no caixa do Fundo, razão pela qual autorizou-se, na última reunião extraordinária, a ampliação da auditoria sobre as arrecadações do Timão.

Vale lembrar que a dívida com a Odebrecht é apenas parte do que precisa ser honrado no negócio do estádio de Itaquera, restando ainda as pendências com a CAIXA (420 milhões + juros) , empréstimos “pontes”, debentures (R$ 300 milhões + juros) e a explicação para o incerto destino dois mais de R$ 300 milhões de CIDS negociados, mas nem todos devidamente contabilizados.

Confira, no link abaixo, a íntegra do Informe Mensal do Arena Fundo, protocolado em 13 de fevereiro de 2019, na CVM, referentes às contas de janeiro de 2019:

Informe Mensal Arena Fundo – fevereiro 2019

EM TEMPO: a manutenção da BRL TRUST como gestora do Fundo, mesmo após mais de um ano e meio de renúncia, e a não inclusão da PLANNER (como substituta da empresa), aprovada há quatro meses em Assembléia, indicam claro veto da Odebrecht à escolha.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “Corinthians deve apenas R$ 91,8 milhões à Odebrecht, mas calotes no Arena Fundo e na CAIXA persistem”

  1. dos 420 da caixa foram pagos 125 milhões segundo entrevista do diretor financeiro a ESPN o caso dos cids é prefeitura que repassa um exemplo Corinthians vende todos os cids esse ano não recebe tudo de uma vez só a prefeitura vai pagando 50 milhões por ano esse ano já repassou

    Paulinho: o diretor do Corinthians mente ou está mal informado… foram vendidos mais de R$ 300 milhões… coloque “Cids” na busca do blog… publiquei todos eles

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: