Advertisements

Os clubes seguem cafetinados pela FPF

Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF

Há décadas, mesmo que isso não faça o menor sentido, os clubes grandes de São Paulo seguem sendo cafetinados pela FPF, sem que nenhuma resistência seja notada.

É absolutamente desproporcional, e imoral, a taxa de 5% sobre as rendas de jogos cobrada pela entidade.

Uma FPF que já lucra com patrocínios milionários e diversos negócios que giram em torno do Paulistinha.

Por ironia, levando-se em consideração os percentuais tomados dos clubes na primeira rodada do torneio, quem pagou mais foi o Palmeiras, que declara-se “rompido” com a Federação.

R$ 63,6 mil saíram dos cofres palestrinos.

O Corinthians pagou R$ 60,1 mil, enquanto R$ 33,6 mil foram quitados pelo São Paulo e R$ 12,6 mil pelo Santos.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: