O cartão de visitas da arbitragem no Brasileirão

A penalidade máxima assinalada contra o Flamengo e consequente expulsão do jogador Everton Ribeiro, acusado de ter evitado com as mãos, em cima da linha, gol certo do Vitória, quando, em verdade, recebeu violenta bolada no rosto, é das maiores aberrações já cometidas por um árbitro em campeonatos brasileiros.

O autor da proeza, Wagner Reway, é conhecido bajulador, parafraseando o ex-árbitro Fiori (colunista deste espaço), dos “imundos corredores” de Federações e comissões de arbitragem.

Não à toa recebeu insignia FIFA no início de 2018.

Ou seja, remota a possibilidade de punição, mas enorme a chance, inclusive, de apitar, ainda neste torneio, os jogos mais decisivos, e, se souber se comunicar minimamente, transformar-se, ao final da carreira, em comentarista de arbitragem na televisão.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas para O cartão de visitas da arbitragem no Brasileirão

  1. Anônimo disse:

    Esse árbitro está na mira do Timão para ser contratado.

    Mauricio Diácoli LM Auditores Associados Fone 11-5572-3962 ________________________________

  2. gerapavan disse:

    estou vendo o gol do mao do jo.kkkkkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.