O Santos precisa expulsar seu presidente do clube

José Carlos Peres e Orlando Rollo

O presidente do Santos, José Carlos Peres, que já havia colocado na gestão alvinegra a triste figura de Orlando Rollo – de currículo policial dos mais questionáveis, foi desmascarado em reportagem do jornalista Ricardo Perrone, do UOL.

Peres é agente de jogadores, dono da empresa “Saga Talent Sports & Marketing”, ao lado de Ricardo Marco Crivelli, vulgo “Lica”, a quem, com extrema cara de pau, empossou nas categorias de base do clube.

Para se defender, o dirigente do Peixe disse que a agencia de atletas, apesar de operante, segundo a JUCESP, está inativa, na prática.

Deve ser coincidência, então, que seus sócios ocupem justamente posições estratégicas para negociação de atletas no Santos Futebol Clube, que, no artigo 4º, Item G, de seu Código de ética, diz ser proibido:

“(…) usar funcionários, bens e serviços do Santos em benefício próprio ou de terceiros.”

José Carlos Peres não é o único agente de jogadores que utiliza-se de uma agremiação para facilitar a própria vida, mas, se existirem, raros devem ser os casos em que o sujeito, documentalmente, apresenta-se como tal.

A imoralidade é evidente e não deixa outra alternativa aos conselheiros do Peixe senão o do impeachment e posterior expulsão dessa gente do quadro associativo.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta para O Santos precisa expulsar seu presidente do clube

  1. Mais dois que vem para sujar o mundo cada vez mais podre do futebol. Expulsão neles. Paulinho, se estes dois cretinos forem expulsos quem assumirá será a porcaria do Marcelo Teixeira? Se for , prefiro ficar com Peres e Rollo, serão menos nocivos.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.