Advertisements
Anúncios

Paulo Preto e Andres Sanches

Ontem, em meio às tratativas para a prisão do ex-presidente Lula, ofuscou-se a importante notícia do encarceramento, pela Polícia Federal no âmbito da “Operação Lava-Jato”, de Paulo Vieira de Souza, vulgo Paulo Preto, operador de desvios da DERSA durante a gestão do PSDB, em São Paulo.

Trata-se da possibilidade de futura ‘Delação Premiada” capaz de ocasionar grande estrago aos principais políticos do Estado.

Mas não somente a eles.

Recentemente, Paulo Preto concorreu ao cargo de conselheiro do Corinthians – e foi derrotado, com apoio do presidente alvinegro, Andres Sanches.

A amizade é antiga.

À época da reforma do CT da Ayrton Senna, quase a totalidade dos materiais de construção foram objeto de desvios das obras financiadas pela DERSA, com absoluto conhecimento e anuência de boa parte de dirigentes e conselheiros alvinegros.

O assalto aos cofres públicos não é segredo, revelado nas rodinhas do “senadinho”, no Parque São Jorge, com direito a justificativas deploráveis, como:

“Foi corrupção do bem”; “O importante é que ajudou o clube”, etc.

Porém, neste episódio, além do Corinthians, outros mais “se ajudaram”, soubemos, com a inserção de notas fiscais desconfiáveis para justificar material nunca pago, de fato, mas com dinheiro saindo dos caixas alvinegros.

Grato, e talvez com medo do que está por vir, o deputado federal Andres Sanches está cuidando da defesa jurídica de Paulo Preto, que ontem, em meio à prisão, foi assessorado pelos advogados Daniel Bialsky e pelo Dr. Santoro, ambos advogados do presidente alvinegro, absolutamente atuantes no setor jurídico do Timão.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: