Anúncios

Nomeação de Vicente Cândido é nova afronta do Corinthians ao contrato com a Caixa

“O agente financeiro declarará antecipadamente vencido este contrato, com a sustação de qualquer desembolso e imediata exigibilidade da dívida, independentemente de aviso, notificação judicial ou extrajudicial, se for comprovada a ocorrência de qualquer dos seguintes eventos:”

“b) em caso de diplomação como Deputada(a) Federal ou Senador(a), de pessoa que exerça função remunerada na BENEFICIARIA, ou esteja entre os seus proprietários, controladores ou diretores, pessoas incursas nas vedações previstas pela Constituição Federal, artigo 54, incisos i e 11;”

(Clausula Décima Sétima – Parágrafo Único – 2º Aditamento de Contrato de financiamento entre Caixa e Corinthians)


Logo após as eleições que alçaram, novamente, o deputado federal Andres Sanches (PT) à presidência do Corinthians, surgiram informações de que a CAIXA, intermediadora do empréstimo de R$ 400 milhões do clube com o BNDES para a construção do estádio de Itaquera, iria executar o contrato.

Desde então, existia margem para tal, por dois motivos:

  • violação à clausula Décima Sétima, Parágrafo Único, Letra B, que prevê vencimento antecipado do contrato, com execução imediata do valor total da dívida se, entre os diretores do Corinthians, existir deputados federais ou senadores;
  • violação do art. 54 da Constituição do Brasil:

Os Deputados e Senadores não poderão:

        I –  desde a expedição do diploma:

            a)  firmar ou manter contrato com pessoa jurídica de direito público, autarquia, empresa pública, sociedade de economia mista ou empresa concessionária de serviço público, salvo quando o contrato obedecer a cláusulas uniformes;

            b)  aceitar ou exercer cargo, função ou emprego remunerado, inclusive os de que sejam demissíveis ad nutum, nas entidades constantes da alínea anterior;

        II –  desde a posse:

            a)  ser proprietários, controladores ou diretores de empresa que goze de favor decorrente de contrato com pessoa jurídica de direito público, ou nela exercer função remunerada;

            b)  ocupar cargo ou função de que sejam demissíveis ad nutum, nas entidades referidas no inciso I, a;

            c)  patrocinar causa em que seja interessada qualquer das entidades a que se refere o inciso I, a;

            d)  ser titulares de mais de um cargo ou mandato público eletivo.


Ciente desta flagrante irregularidade, ainda assim, o deputado federal Andres Sanches, colocando o Corinthians em risco, não só assumiu candidatura como aceitou ser empossado, quebrando, em sequência, promessa eleitoral de afastamento do parlamento.

Mas a afronta à CAIXA e as Leis brasileiras não parou por ai.

Sanches “pagou para ver” e, além dele, inseriu outro deputado como dirigente do Timão: o desfrutável Vicente Cândido (PT), na pasta de “Relações Institucionais e Internacionais”.

Procurada, a CAIXA negou-se a comentar o assunto porque, segundo entendimento da instituição, o contrato com o Corinthians estaria protegido por “sigilo bancário”.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: