Tem dinheiro do Corinthians na conta de doleiro que repassava propina a Paulo Preto

Adir Assad

É de conhecimento de boa parte de conselheiros e associados do Corinthians, embora, por razões evidentes, escondido da mídia e do público em geral, que o CT da Ayrton Senna, alardeado como “grande obra” da gestão “Renovação e Transparência”, em verdade foi construído à custa de desvios de materiais de construção da DERSA, em flagrante ato de corrupção.

Hoje, a FOLHA revela que o doleiro Adir Assad era responsável pelo repasse de recursos, oriundos de falcatruas da empresa, ao investigado Paulo Preto, um dos responsáveis pelo esquema no Timão – ao lado do dirigente José Max Reis Alves.

Preto tentou, nas últimas eleições alvinegras, eleger-se conselheiro pela “Chapa Quente”, mas se deu mal.

A Polícia Federal, em sua Operação Lava-Jato, investiga transferências de recursos originárias da conta do Corinthians para a empresa Engenharia, Terraplenagem e Locação de Equipamentos SDS Ltda, de propriedade do doleiro Adir Assad, preso, recentemente, acusado de ser um dos operadores do setor de propinas da Odebrecht.

O Blog do Paulinho teve acesso a uma das movimentações bancárias, datada de 23 de fevereiro de 2015, em que o clube de Parque São Jorge transferiu, através de TED, R$ 49 mil para a conta da empresa do doleiro.

Existem outras.

Não há explicações, até o presente momento, para o pagamento (publicamos o documento, originalmente, em maio de 2017).

Nas páginas policias por conta de negócios mal explicados com a Odebrecht na construção do estádio em Itaquera, a delação premiada de Assad, assim como, se ocorrer, a de Paulo Preto (os advogados deste tentam anular o processo acusando o MPF de conseguir provas por meios ilegais na Suiça), poderá ocasionar estragos ainda maiores na já conturbada vida alvinegra.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta para Tem dinheiro do Corinthians na conta de doleiro que repassava propina a Paulo Preto

  1. Andre disse:

    Como eu já escrevi em outro post, o DERSA DNER e outros que departamentos de estradas são talvez o maior antro de trambiqueiros que existe! Desde sempre as empreiteiras;construtoras ofereceram propina a seus funcionários par facilitar a obra e não existia esse papo de ser de partido a ou b era para qualquer um que tivesse o gerenciamento da obra!
    Conheço um engenheiro que trabalhou em uma dessa grandes empreiteiras e ele me dizia que sempre houve acerto de preços entra elas, o estado nunca participou (isso até 2003) ele me contou isso na primeira época da primeira fase do Rodoanel paulista se não me engano 96-97, resumindo, qualquer obra feita pelo estado existe acerto de pagamentos para as empreiteiras roubarem dos estados!
    Um exemplo disso foi os editais lançados das obras do pan, copa e olimpíada que excluíam as empreiteiras estrangeiras.
    Na obra de algum metro paulista isso já em 2005-6 teve uma empreiteira alemã que fez uma proposta 30% mais barata que a proposta vencedora, foi ai que o governo paulista percebeu que as empreiteiras faziam cartel!
    Finalizando, o problema esta no brasileiro que é corrupto por natureza e para piorar, nas empreiteiras com poder de fazer quase tudo que quiserem já que trabalham TODAS juntas, se vocês acham que as novas obras vão custar mais barata, esqueçam, pelo contrário sairão bem mais caras porque terão que recuperar o dinheiro perdido!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.