Advertisements

Justiça gratuita é negada a vizinha da Arena que processa Palmeiras e Wtorre

Em maio deste ano, Denise Andreoli, vizinha da Arena Palestra, ingressou com ação de ‘danos morais’ contra Palmeiras, WTorre e Real Arenas.

Pede R$ 3 milhões, além de reparações pela desvalorização de seu imóvel, que considera ‘inabitável’ por conta do fluxo de eventos no local.

Denise, apesar de possuir apartamento avaliado em R$ 1 milhão, e, nos extratos e despesas de cartões de crédito, apresentados à justiça, tenha demonstrado renda acima do padrão nacional, solicitou o benefício de gratuidade processual, que foi, por razões evidentes, negado.

A moradora quer agora que seja analisado pedido para, enquanto perdurar a ação, Palmeiras e Wtorre banquem aluguel de R$ 5 mil, noutro imóvel longe do tumulto existente nas proximidades do estádio.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “Justiça gratuita é negada a vizinha da Arena que processa Palmeiras e Wtorre”

  1. Fala Paulinho, bom dia!

    Nesse caso, teria relevância destacar se a moradora tem outro time de preferência? Eu entendo que o estádio já existia muito antes do luxuoso apartamento da senhora em questão, portanto, essa ação é completamente absurda. Sobre a desvalorização, eu duvido que tenha ocorrido, pois meu palpite é que em uma praça esportiva e de entretenimento sediando diversos shows e eventos distintos, possivelmente isso resultaria em um efeito oposto ao citado no processo, ou seja, valorizando o apartamento pelo fato do estádio estar próximo.

    Abraço!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: