Anúncios

Sem chapa branca, Andres Sanches não resiste e abandona entrevista

Acostumado a conceder entrevistas “preparadas” pelo assessor Olivério Junior, o deputado federal Andres Sanches se deu mal ao encontrar pela frente o repórter Diego Garcia, da ESPN.

O ex-presidente do Corinthians até tentou intimidá-lo, mas conseguiu apenas piorar ainda mais sua situação.

A ponto de, sem saída para os pertinentes questionamentos, abandonar o bate-papo.

A ESPN terá, agora, que aguentar uma semana de Olivério Junior pedindo a cabeça do jornalista, que merece os parabéns pelo eficiente trabalho.

Vale a pena conferir:

ESPN – Por que você decidiu voltar para o Corinthians?
Andrés – 
Como todo mundo sabe, houve uma dissidência no nosso grupo nos últimos dois anos. Eu realmente não queria sair como candidato novamente, mas, pelo que nós discutimos e falamos, se eu não fosse candidato, talvez ele saísse muito mais dividido. Então me convenceram, insistiram bastante – era para a gente ter lançado a candidatura há uns 40 dias –, eu relutei, mas, graças a Deus, é uma paixão, também, e temos que procurar fazer o melhor pelo Corinthians.

ESPN – Você vai pedir licença do mandato de deputado?
Andrés – 
Principalmente no começo. Vou me licenciar por um período, que tenho direito, e depois a gente continua vendo o que faz.

ESPN – O clube hoje está dividido? A possibilidade é de vários candidatos na eleição.
Andrés – 
Isso não é… A divisão não é essa no clube. A divisão dos candidatos não é isso. A divisão é que foi aprovado no ano passado, no estatuto, chapinhas para o conselho, e isso realmente dividiu bastante o clube. O eleitorado é pequeno, só tem 500 candidatos ao conselho.

ESPN – Hoje já existem 18 chapinhas. Como você está…
Andrés –
 (interrompe)… 21.

ESPN – Isso vai ser benéfico para o clube?
Andrés –
 Não. Chapão já era uma coisa ultrapassada. Nós temos que ir ou proporcional ou individual. A chapinha é o pior meio para o clube. Divide muito o clube, sai muita discussão, cada departamento faz uma chapa, cada grupo faz uma chapa, e isso divide muito o clube e é ruim para o clube. É ruim para a instituição.

ESPN – E essa divisão dentro da própria chapa de vocês? Tem o Ezebella, que saiu…
Andrés –
 (interrompe)… Não, não, não. Não tem divisão na chapa. Quem saiu, saiu.

ESPN – O diretor de finanças que era seu também saiu.
Andrés – 
Que seja feliz.

ESPN – Mas por que teve essa divisão?
Andrés –
 Pergunta para ele.

ESPN – Teve alguma briga interna?
Andrés –
 Briga pelo poder. Eles acham que estão no direito de tentar ter o poder com o projeto novo deles, que tenham boa sorte. O importante é frequentar o clube.

ESPN – E a sua relação com o Roberto, hoje? Como é?
Andrés –
 Excelente.

ESPN – Você vai ser o sucessor dele, se vencer, e ele não está aqui.
Andrés – 
Ele estará no jogo à noite. Ele está no CT do Corinthians.

ESPN – Mas o jogo é só às 22h (eram 17 horas).
Andrés –
 Mas ele tem que estar no CT desde manhã. Espero que ele tenha ido almoçar lá, tomado café lá e ter ficado lá. E com certeza foi. Todo mundo sabe que o Roberto está me apoiando, é do nosso grupo, é parceiro, e não está aqui por um obséquio.

ESPN – E vocês são amigos? Se falam diariamente?
Andrés –
 Não, diariamente não. Tem amizade. Eu não briguei com o Roberto, nunca. Nunca estive rachado com o Roberto. Quando ele precisou, ele me ligou. Quando eu precisei, eu liguei. Se ele não precisou, não me ligou e, se eu não precisei, não liguei.

ESPN – Quando você decidiu que ia voltar, ele te deu algum telefonema, uma palavra de apoio?
Andrés –
 Ele participou de várias reuniões para decidir meu nome. Aliás, em algumas eu nem estava presente. Ele estava presente e foi um dos que bateu que tinha que ser meu nome.

ESPN – E como você vê a gestão do Roberto? Que nota você daria de 0 a 10?
Andrés –
 Dois Campeonatos Brasileiros e um Paulista? Nove.

ESPN – No mês passado, teve uma reunião do conselho no fim do mês passado para falar das contas da Arena. Por que você não foi?
Andrés –
 Porque eu estava em Brasília e não podia estar presente. Mas todos os conselheiros, todo mundo sabe das contas da Arena.

ESPN – Falaram que a dívida estava em 1 bilhão e 700. Um bilhão e 300, sem contar as CIDs.
Andrés –
 Não, na reunião foi passado R$ 980 milhões, que é o que custou a Arena.

ESPN – R$ 1,3 bilhão, sem as CIDs dá R$ 1,7 bilhão.
Andrés – 
Você vai perguntar e responder ou vai deixar eu responder?

ESPN – Pode responder, por favor.
Andrés – 
Então tá bom. É R$ 1,3 bilhão hoje, se você contar os juros que têm até 2028. Mas o estádio custou R$ 980 milhões.

ESPN – Mas os juros contam, também.
Andrés – 
É isso aí.

ESPN – Então a conta está em R$ 1,7 bilhão, não é isso?
Andrés –
 Não está em R$ 1,7 bilhão, quem falou que está em R$ 1,7 bilhão?

ESPN – Foi dito na reunião. Porque também tem os cerca de R$ 400 milhões das CIDs.
Andrés –
 A CIDs não é despesa, a CIDs é lucro.

ESPN – Lucro? Quanto foi vendido até agora?
Andrés –
 Uns R$ 40, 50 milhões.

ESPN – Mas a maioria foi para a Odebrecht, né?
Andrés – 
Uma grande parte. E qual o problema disso?

ESPN – Mas qual você…
Andrés – 
(interrompe) A tua Folha, a UOL comprou, também.

ESPN – Mas eu sou da ESPN.
Andrés –
 Comprou, também. Se não comprou é porque não tem crédito.

ESPN – Eram R$ 490 milhões de CIDs. Porque só vendeu R$ 40 ou 50 milhões?
Andrés – 
Porque o Ministério Público questionou na Justiça e, hoje, realmente há uma insegurança para quem vai comprar.

ESPN – O tema ‘Lava Jato’ também atrapalhou?
Andrés – 
Que? Não está na Lava-Jato.

ESPN – O ministro Teori Zavascki autorizou uma abertura de inquérito contra você?
Andrés – 
Comigo, não. Isso é mentira. Isso é mentira. Eu não estou em Lava-Jato nenhuma, cara.

ESPN – No fim do ano passado, isso foi divulgado nos principais jornais e…
Andrés – 
(interrompe) … É mentiroso quem divulgou. Eu não estou em Lava-Jato nenhuma, cara. Se você é jornalista, vai lá e vê no STF.

ESPN – Por ser jornalista, eu estou te perguntando.
Andrés –
 Perguntando, não. Você está afirmando. Eu estou te falando que eu nunca estive na Lava-Jato. Isso é invenção da imprensa.
NOTA DA REPORTAGEM: A ESPN também procurou o STF, que informou existirem atualmente seis inquéritos abertos contra Andrés Sanchez. Além disso, podem existir outros que estejam em segredo de Justiça e não aparecem na busca comum por acompanhamento processual, o que, segundo noticiaram os portais doG1, do Globo, do Estadão, da Folha de SP, do Lance, entre outros, em 10 de novembro de 2016, é o caso do inquérito de Andrés na Lava Jato.

ESPN – Então, a culpa é da imprensa por ter publicado que um inquérito seria aberto contra você na Lava Jato?
Andrés – 
Tudo o que vocês escrevem de ruim, é ruim para a imprensa, é ruim para todo mundo. É ruim para o estádio, vocês não falam Arena Corinthians, falam outro nome. Tudo isso é ruim.

ESPN – A ESPN fala Arena Corinthians.
Andrés – 
Vamos ver depois. Vamos ver depois.

ESPN – Depois de quando?
Andrés – 
Depois que tiver um nome.

ESPN – Mas vai ter nome?
Andrés – 
Não sei, se você pagar R$ 400 milhões pode ter um nome.

ESPN – Por que não tem nome ainda, então?
Andrés – 
Por que ninguém paga R$ 400 milhões.

ESPN –  A primeira vez que você falou que o estádio teria um nome “nos próximos dias” foi em 2012 e…
Andrés –
 (interrompe)… Ninguém quis pagar R$ 400 milhões!

ESPN – Várias vezes você disse que estava próximo. O que aconteceu que não saiu?
Andrés –
 Ninguém quis pagar R$ 400 milhões!

ESPN – Você ainda tem esperança que vai sair?
Andrés –
 Um dia sai.

ESPN – Então, mesmo hoje você só fecha por R$ 400 milhões e…
Andrés –
 (interrompe)… Se você falar de novo, vai ser R$ 420 milhões.

ESPN – E se oferecerem menos que R$ 400 milhões?
Andrés – 
Se o cara pagar R$ 400 milhões, fechamos. Se não pagar, não.

ESPN – Você já chegou a dizer que tinham sete interessados e…
Andrés – 
(interrompe)… Eu não falei.

ESPN – Falou, sim. Em uma sabatina da Folha de São Paulo, no dia 6 de fevereiro de 2012, no shopping Pátio Higienópolis.
Andrés – 
(interrompe)… Falei há quatro, cinco anos atrás!

ESPN – E hoje, tem alguma empresa negociando?
Andrés –
 Hoje, quem está negociando é o Roberto.

ESPN – Hoje, então, você não participa de mais nada com relação ao estádio?
Andrés –
 Só quando o presidente pergunta.

ESPN – E você sendo presidente de novo, como trata a questão dos naming rights?
Andrés – 
Como?

ESPN – Se você vencer a eleição, como vai resolver os naming rights?
Andrés –
 Isso é problema da diretoria do Corinthians

ESPN – Se você vencer, você será da diretoria.
Andrés – 
Mas não vou te falar. Tenho a minha estratégia. Vocês vão saber lá na frente.

ESPN – A economia como está hoje atrapalha?
Andrés – 
Tudo atrapalha.

ESPN – O Palmeiras fechou bem antes de inaugurar.
Andrés – 
Eles são mais competentes que nós.

ESPN – Você acha isso?
Andrés – 
Acho. O Palmeiras é enorme de competente.

ESPN – O faturamento do Palmeiras, no ano passado, foi R$ 477 milhões.
Andrés – 
Parabéns ao Palmeiras.

ESPN – E o do Corinthians foi R$ 352 milhões. Enquanto o do São Paulo foi R$ 374 milhões, e o do Flamengo, R$ 379 milhões.
Andrés – 
Parabéns ao Palmeiras, parabéns ao São Paulo e parabéns ao Flamengo. Foram competentes.

ESPN – Por que o Corinthians teve apenas o quarto maior faturamento do futebol brasileiro, ficando atrás destes clubes?
Andrés – 
Nós já chegamos a ser o 15º.

ESPN – Ok, mas hoje é o quarto.
Andrés –
 Tá bom, e amanhã vai ser o segundo. E depois vai ser o primeiro, depois o quarto de novo. Cada um tem uma estratégia para os seus anos de clube.

ESPN – Lembro que, uma vez, em 2011, você disse que…
Andrés –
 (interrompe)… Você pega a renda da Arena que vai para o fundo e coloca no faturamento do Corinthians. É que para vocês (da imprensa) não interessa.
NOTA DA REPORTAGEM – Explica-se: as rendas de jogos do Corinthians vão 100% para o Fundo que administra a Arena, visando quitar a dívida que ficou por conta da construção do estádio. O clube, hoje, não leva nada do que arrecada com as bilheterias das arquibancadas dos jogos como mandante.

ESPN – Continuando a pergunta que eu ia fazer e…
Andrés – 
Acabou (a entrevista)?

ESPN – Não. Sobre essa história do faturamento, você disse uma vez que o Corinthians seria o time mais rico e estruturado do mundo.
Andrés –
 Eu não falei isso. Falei que o Corinthians ia chegar entre os cinco, seis maiores do mundo.

ESPN – Ah, você não falou uma vez que o Corinthians seria um dos três times mais ricos e estruturados do mundo?
Andrés –
 Não. Falei dos cinco.
NOTA DA REPORTAGEM: Em entrevista de 2011 ao Sportv, Andrés disse a seguinte frase: “Nos próximos três anos, o Corinthians será o time mais rico e estruturado do mundo”.

ESPN – Ok. O que deu errado, então?
Andrés –
 Não deu certo.

ESPN – Por que?
Andrés – 
Não deu certo.

ESPN – Por que não deu certo?
Andrés –
 Se eu soubesse, não tinha acontecido. Você faz umas perguntinhas também que é brincadeira.

ESPN – Estou te perguntando porque você é candidato a presidente do Corinthians.
Andrés – 
Quando eu for presidente do clube então você pergunta.

ESPN – Você vencendo, então, é que você responde, só?
Andrés – 
Não sei. Eu quero ser o primeiro de tudo.

ESPN – Ok. Você vencendo, então, vai colocar o Ronaldo onde?
Andrés –
 Isso é problema do Corinthians, cara. Eu não vou falar a estratégia que eu tenho para você.

ESPN – Você não está falando para mim, está falando para o torcedor que ler a entrevista.
Andrés – 
O torcedor que tem que saber, o sócio que tem que saber, o conselheiro que tem que saber. Eles que sabem.

ESPN – Ah, então todo mundo já sabe o que você vai fazer com o Ronaldo se vencer?
Andrés –
 Vamos ver.

ESPN – E o Rosenberg, vai fazer parte?
Andrés –
 Vai estar na gestão.

ESPN – E o Duílio?
Andrés –
 Vai estar na gestão.

ESPN – Como diretor?
Andrés – 
Pode voltar a ser diretor cultural.

ESPN – Não tem nenhum cargo definido para a diretoria, se você vencer?
Andrés – 
Não.

ESPN – Alguma coisa está definida? Reforços, por exemplo?
Andrés – 
Quando eu for presidente, você pergunta.

ESPN – Eu estou te perguntando porque você é candidato.
Andrés –
 Isso aí você tem que perguntar para o Roberto, cara.

ESPN – Mas você é o candidato do Roberto…
Andrés –
 (interrompe)… Beleza. (Levanta da cadeira e vai embora).

Anúncios

6 Respostas to “Sem chapa branca, Andres Sanches não resiste e abandona entrevista”

  1. marcospaulo2015 Says:

    O pior de tudo isso é que ele, infelizmente, pode vencer a eleição. O submundo do pq. São Jorge é sujo e gosmento.

  2. Divanio (@DCLS45) Says:

    Um covarde que foge quando questionado de maneira apropriada. Não vai vencer as eleições.Esse cara tem que ser expulso do Corinthians. Pena que a torcida é cega.

  3. C. Eduardo Silveira (@cEduSilveira) Says:

    Meu Deus!!!!!!!!!! O Corinthians ta perdido se esse cara ganhar as eleições, não fez nada, não sabe de nada e se irrita quando questionado… tá igual ao Lula!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! O Corinthians vai ir a falência com esse cara!!!!
    Espero que Cittadini ganhe!!!!!!!!!!!!!!!!

  4. Sheila Albuquerque Says:

    Melhor ele dá entrevista p Benja, haja puxação de saco

  5. Nilson C (@n_Canali) Says:

    Eu imploro a todos sócios que tem poder de voto para NÃO votar neste senhor. O nosso Corinthians merece um presidente de reputação ilibada, sem qualquer mácula, que trabalhe sempre atendendo os interesses do clube e não interesses pessoais.

  6. mabraganca Says:

    As entrevistas dele são sempre tão ruim…. Só responde coisa boa. Encheu o rabo com dinheiro do Corinthians e deve tar querendo voltar pra encobrir o roubo assim como seu chefe de 9 dedos

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: