Os dirigentes do Palmeiras merecem ser humilhados por Felipe Melo

“Hoje (domingo) vou poder tomar um vinhozinho, ou uma champagne, sem vazar áudio, né, que é o mais importante”

(FELIPE MELO, ironizando dirigentes que afastaram-no por vazamento de áudio em que detonava o treinador Cuca e dizia estar aberto para jogar noutros clubes)


Por pressão da facção criminosa Mancha Verde, que, recentemente, recebeu generosa doação de Madame Leila Pereira, esposa do dono da CREFISA, financiadora, também, da presença de Felipe Melo no Palmeiras, o atleta, até então afastado por indisciplina, retornou à equipe.

O pobre treinador Alberto Valentim, ainda tentando se firmar, teve que engolir.

Assim como vem engolindo, sem cuspir, há tempos, o ridículo presidente do Palmeiras, Mauricio Galiote, certamente o mais submisso da história palestrina.

A humilhação é tão grande, porém merecida, que Felipe Melo se dá ao luxo, ainda, de ironizá-los:

“Hoje (domingo) vou poder tomar um vinhozinho, ou uma champagne, sem vazar áudio, né, que é o mais importante”

A declaração remete, justamente, ao episódio que gerou seu afastamento.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.