Advertisements
Anúncios

Arena Fundo, gestora do estádio de Itaquera, cobra R$ 34,6 milhões do Corinthians

Na última quinta-Feira (14) a BRL Trust, que segue na gestão do Arena Fundo, responsável pela contabilidade do estádio de Itaquera, meses após ter apresentado estranha carta de renúncia, protocolou na CVM (Comissão de Valores Mobiliários) novo Informe Mensal de receitas e despesas da operação.

A dívida do Corinthians com a Odebrecht caiu de R$ 351,8 milhões para R$ 348,8 milhões, redução, portanto, de R$ 3 milhões, certamente oriunda da venda de ingressos de partidas do clube no Brasileirão.

Existe, porém, no campo “outros valores a receber”, estranho apontamento de R$ 34,6 milhões, sem especificação detalhada, como deveria ocorrer, da origem da pendência.

Levando-se em consideração que a receita do Arena Fundo é integralmente proveniente de recursos repassados pelo Corinthians, subentende-se que o devedor seja o clube de Parque São Jorge, que é cobrado, também, no mesmo documento, pelo pagamento de taxa de administração no valor de R$ 100,6 mil.

Observa-se, por fim, que boa parte dos CIDs, cedidos pela Prefeitura de São Paulo, a princípio R$ 420 milhões, já foram utilizados, restando ainda R$ 299,9 milhões, apontados como “outros direitos reais”, estranhamente ainda em poder dos gestores, quando, em verdade, já deveriam ter sido repassados à construtora, o que, em consequência, praticamente zeraria esta parte da pendência alvinegra, restando apenas equacionar o acordo com o BNDES.

Confira abaixo o Informe Mensal do Arena Fundo, referente às contas de agosto de 2017, protocolado na CVM em 14 de setembro:

Informe Arena Fundo – agosto-2017

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: