Anúncios

Ícaro, documentário sobre a Máfia Russa do doping… absolutamente imperdível !

Durante o período em que estourou o escândalo da maquina de dopar atletas, bancada pelo governo de Vladimir Putin, que acabou por eliminar a equipe de atletismo da Rússia dos Jogos Olímpicos do Rio, o repórter americano Bryan Fogel manteve contato com cientista responsável pelo esquema, diretor do laboratório antidopagem, mas que, em verdade, trabalhava para manipular os resultados positivos para que se apresentassem negativos.

Este é o material, todo gravado em vídeo, com farta documentação comprobatória, que se transformou no excepcional documentário “Ícaro”, vencedor do Festival Sundance Film, produzido pela Netflix (está disponível na plataforma).

É absolutamente necessário que todos os aficionados pelo esporte o assistam.

Chega a ser assustador perceber a facilidade do procedimento executado para ocultar altas dosagens de medicamentos proibidos, que poderiam, se é que não são, ser facilmente utilizados por jogadores de futebol, raramente flagrados em exames anti-dopings.

O repórter, durante determinado período, aplica-se, com orientação (registrada) diária do cientista russo. o doping, para entender seus efeitos e comprovar a falcatrua.

Nota-se, o que é bem interessante, que nem mesmo os protagonistas do documentário, repórter e médico, imaginariam o desfecho das investigações (durante as filmagens, o russo chega a fazer pouco caso dos procedimentos).

Os ápices da película, além da comprovação do esquema, são a fuga do cientista para os EUA (dois de seus colegas de laboratório morrem, em sequencia, sob circunstâncias suspeitas), com auxílio do repórter, sua colaboração em revelar os detalhes ao FBI e a entrevista ao New York Times, deixando claro quem eram os comandantes da fraude, e, principalmente, que todos recebiam ordens diretas de Vladimir Putin para executá-las.

O presidente russo, aliás, outro detalhe interessante, retirou o médico de um prisão russa, em que cumpria pena por outras falcatruas, prometendo-lhe “redenção” sob condição de chefiar o esquema de dopagem governamental.

Um soco no estômago, imperdível, sob todos os aspectos, seja pelas informações, absolutamente relevantes, mas também por conta de que se trata de um documentário muito bem produzido, editado e finalizado.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: