Os desacertos do Corinthians com o patrocinador investigado

Dado como certo dias atrás (falava-se até, como de costume, em proposta por naming-rights), o patrocínio master da investigada Universidade Brasil na camisa do Corinthians tem se limitado a uma tímida aparição na omoplata, de acerto financeiro bem mais barato.

Fala em dois fatores complicadores do negócio: a falta de garantias financeiras lícitas para o acerto e a descoberta dos verdadeiros intermediários do negócio (Andres Sanches e Luis Paulo Rosenberg).

Ainda assim, em duas ocasiões, o logo da “universidade” foi exposto na camisa alvinegra, justamente nas finais contra a Ponte Preta, pelo Campeonato Paulista, com visibilidade evidente pela transmissão da Rede Globo.

Tratado à época como “acerto pontual”, não se tem notícia de quanto (e se) o Corinthians recebeu, apenas que pagou-se comissão para uma empresa ligada a parceiro de negócios de Rosenberg (que prometia a propaganda “master”), o mesmo que criou o fundo para ajudar o Palmeiras a quitar dívida com o ex-presidente Paulo Nobre.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.