Advertisements
Anúncios

Os dias estão assim

Apesar da boa audiência da série “Os dias eram assim”, produzida pela Rede Globo, que conta um caso de amor no triste período da ditadura militar brasileira, a emissora surpreendeu-se com o resultado de uma pesquisa contratada para sentir a interação do público com a dramatização.

A maior parte dos telespectadores compreendia apenas o citado romance, mas desconhecia, quase que totalmente, as citações históricas e o contexto da época.

Por conta disso, a Globo terá que realizar modificações na trama, tornando-a mais didática, quase desenhando as razões que levaram o Brasil a ser dominado por aquele regime, as consequências e, depois, a libertação.

Diante deste contexto, fica bem claro que muita coisa demonstrada nas manifestações populares recentes, invocando o retorno da ditadura, se dá por absoluto desconhecimento da realidade, fruto de sistema educacional deficiente e de uma população que trata a história com desdém.

É neste sinuoso terreno de oportunidades que espertalhões como Jair Bolsonaro se criam, adaptando o discurso ao que desavisados estão ávidos a escutar, subvertendo a realidade das coisas, para depois, se tudo der certo, tratar de oprimir àqueles que, sem cultura relevante ou distorcido saber das coisas, tratarão de ajudá-lo “em defesa da pátria” cujas agruras desconhecem.

Os dias estão assim no Brasil.

Por sorte, Bolsonaro não possui o dinheiro, nem o apoio ou a esperteza política de Trump, apesar de, ainda assim, pelo menos nas pesquisas reveladas, esteja com intenção de votos indicadora da indigência intelectual do povo brasileiro.

Mas o perigo ainda ronda o Brasil, diante de um eleitorado despreparado, despolitizado, que quando não insiste em votar em corruptos notórios, como Lula, procurará em discursos populistas e de pouca profundidade (alguns até no Caldeirão do Huck) o salvador da nação.

Educação, cultura e bom senso são realidades distantes, mas absolutamente necessárias para que o Brasil deixe a pré-história intelectual e avance para mudanças verdadeiras, de sistema, comportamento e politização.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: