Anúncios

Legalização da maconha não diminuiu tráfico no Uruguai

Da EXAME

Por AFP

“Em dezembro, a Brigada de Narcóticos indicou que a droga mais confiscada em 2016 foi a maconha, chegando a 4,305 toneladas até 18 de dezembro”

O Diretor Nacional de Polícia do Uruguai, Mario Layera, disse nesta terça-feira que a legalização da maconha, aprovada em 2013, não implicou diretamente na queda do tráfico desta droga e que o narcotráfico aumentou o número de assassinatos.

“No ano passado tivemos os níveis históricos mais altos de confisco no país proveniente de outra região. Por isso, entendemos que o tráfico para o Uruguai não se ressentiu de maneira notável”, comentou Layera em entrevista à rádio El Espectador, sobre a vigência da lei.

Em dezembro, a Brigada de Narcóticos indicou que a droga mais confiscada em 2016 foi a maconha, chegando a 4,305 toneladas até 18 de dezembro, sendo que em 2015 havia sido de 2,52 toneladas.

Layera também sustentou que pelo tráfico de drogas constatado nos últimos tempos, houve um aumento “dos níveis de crimes e homicídios”.

“O aumento da taxa criminal, que medimos de 2005 em diante, foi crescendo com base nos fenômenos de oferta e consumo de drogas”, indicou.

Nos últimos anos a polícia verificou o aumento de assassinatos, principalmente de homens jovens, que em muitos casos se tratavam de ajustes de contas entre pessoas ligadas ao tráfico.

Layera também falou que há autoridades ameaçadas por conta das novas estratégias e medidas aplicadas para combater o crime organizado.

“Várias autoridades do Ministério do Interior foram ameaçadas além de juízes, procuradores e algumas personalidades dos Direitos Humanos”.

Anúncios

Uma resposta to “Legalização da maconha não diminuiu tráfico no Uruguai”

  1. Marcelo Schwarz Says:

    O Paulinho. Sou seu fã. Mas não defenda a proibição da maconha Eu sou pai de família, trabalhador, esportista, triatleta. Treino e trabalho todos os dias

    Tenho duas filhas, uma faz direito na São Francisco a outra nadadora é excelente aluna com seus 13 anos

    Não bebo álcool, do fumo maconha Adoro, diga-se de passagem

    Não faço mal a ninguém. Pelo contrário faço parte de um grande projeto de tênis, voluntariamente

    Porque devo ser preso por fumar maconha Porque sou obrigado a ter que ir no tráfico pra comprar Porque não posso plantar em casa

    Para de história a vida não é feita de dados de uma qualquer que quer procurar chifre na cabeça de cavalo

    Um abraço e continue a ser o jornalista que você é Tenho orgulho de ser seu leitor

    Abraços Marcelo

    Enviado do meu iPhone

    >

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: